Clubes sul-americanos criam associação para fazer frente à Conmebol



Fim do repasse de 10% da bilheteria dos jogos de torneios sul-americanos estão entre as reivindicações dos clubes

Dirigentes de cerca de 20 clubes sul-americanos decidiram criar uma associação para representar a categoria junto à Conmebol. Entre as primeiras solicitações junto à entidade que comanda o futebol na América do Sul estão o maior valor pela participação na Copa Libertadores – já que foi fechado um acordo maior pelos direitos de transmissão do torneio – e o fim do repasse de 10% da bilheteria dos jogos em competições continentais.

A criação da associação pelos clubes foi decidida em longa reunião ocorrida em Montevidéu nesta segunda-feira, 11, e as normas da nova entidade estão previstas para serem divulgadas em 30 dias. Participaram do encontro clubes da Argentina, Uruguai, Brasil, Chile, Paraguai e Peru, entre eles os argentinos Boca Juniors e River Plate, e o uruguaio Peñarol.

Um dos primeiros clubes a se posicionar contra o valor repassado pela Conmebol pela participação na Copa Libertadores, o Corinthians não mandou representantes para a reunião em Montevidéu, mas o clube vê com bons olhos a iniciativa.

– Qualquer iniciativa em prol dos clubes será apoiada – comentou o vice-presidente do Corinthians, Jorge Kalil.

Segundo informações do El País, os dirigentes dos clubes também querem marcar uma reunião na próxima semana com o presidente interino da Conmebol, Wilmar Valdez, para transmitir as exigências da categoria. Os clubes também querem revisar o contrato assinado em novembro com a Fox para transmitir as competições continentais até 2018. Após essa data, os dirigentes querem que a concessão dos direitos de transmissão dos torneios seja realizada por meio de licitação.

 



MaisRecentes

Agência irá recorrer de decisão que tirou campanha do Flamengo do ar



Continue Lendo

CBF manda representante para Salvador para acompanhar arbitragem da final da Copa do Nordeste



Continue Lendo

Sindicato cria norma para repassar direito de arena a atletas em até 5 anos



Continue Lendo