CBF estuda aumento de participantes na Série D de 40 para 60; Série E não está nos planos



A CBF vai se debruçar a fundo depois do recesso – que começa hoje – na discussão em torno do aumento de participantes da Série D. Dentro da entidade, há uma forte corrente defendendo que a competição passe de 40 para 60 participantes, ou seja, um crescimento de 50%. Com isso, a tendência maior é que sejam formados dez grupos de seis times. O discurso é colocar mais gente em atividade depois dos estaduais.

Só que com mais participantes será preciso convencer a presidência a abrir o cofre, sobretudo porque é a CBF quem paga passagens e hospedagens dos clubes e da arbitragem. Para amortizar o impacto do aumento, a ideia é colocar os clubes do mesmo estado no mesmo grupo. Se aprovada no começo de 2016, o novo formato entraria em vigor na temporada 2017. A criação da Série E está descartada.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo