Vice diz que rejeitou presidência da CBF por falta de planejamento: ‘Não é boteco’



O vice-presidente da CBF, Gustavo Feijó, contou que recebeu uma ligação da CBF para assumir a entidade com a licença de Marco Polo Del Nero.

Mas ele notou uma pressa para ter a resposta e argumentou que só toparia se houvesse uma reunião antes:

– Não dava para fazer assim, assumir por telefone. Sozinho, não se tem governabilidade. Não era para assumir o boteco da esquina.

Feijó não topou e Marcus Vicente foi o nome escolhido.

A declaração de Feijó é uma das provas que mostram o quanto Marco Polo Del Nero foi pego de surpresa com as investigações do FBI e do Comitê de Ética da Fifa.



  • Luiz Matias

    tem que tirar todo mundo precisa fazer uma limpa

  • Raphael Ribeiro Silva®

    “A declaração de Feijó é uma das provas que mostram”, o quanto a CBF se mostra uma entidade totalmente falida!

    ______ se mais pensassem assim…

  • Campeão do Século

    SUGIRO O JUIZ SÉRGIO MORO PARA SER PRESIDENTE DA CBF.

MaisRecentes

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo