De volta à elite, Santa Cruz discorda de novo valor da cota de TV



Alírio Moraes está há um ano na presidência do Santa Cruz (Crédito: Divulgação)

Após receber R$ 3 milhões por temporada nos últimos anos, o Santa Cruz passará a receber R$ 20 milhões em direitos de TV por voltar a disputar a Série A do Brasileirão após dez anos. Mas apesar da alta considerável, o valor ainda é contestado pelo clube pernambucano.

–  Há clubes com a mesma estrutura e tradição recebendo o dobro do que nós – questiona Alírio Moraes, presidente do Santa Cruz.

Na avaliação do dirigente pernambucano, o ideal para o futebol brasileiro seria adotar o mesmo sistema da liga inglesa para a divisão de cotas, onde 50% do bolo é dividido entre todos os clubes, 25% por audiência e 25% por resultados. O clube até fez uma simulação dos valores a que teria direito caso o sistema inglês fosse adotado no futebol brasileiro.

– Fizemos uma projeção com esse critério, que é o mais justo, e o Santa Cruz receberia R$ 39 milhões – comentou Moraes.



MaisRecentes

Dirigentes do Volta Redonda tentam explicar mistério sobre direitos de Marrony



Continue Lendo

FERJ e Corpo de Bombeiros estudam criar padronização na vistoria dos estádios



Continue Lendo

Piloto Átila Abreu, da Shell V-Power, tem novo patrocinador para a ‘Corrida do Milhão’



Continue Lendo