Clubes paulistas fazem manifesto por mais poder na CBF



Após a reunião na noite da última segunda-feira, 7, com a Federação Paulista de Futebol (FPF), os clubes paulistas divulgaram nesta terça-feira, 8, um manifesto solicitando mais poder aos times nos campeonatos organizados pela CBF, e que a entidade responsável pelo futebol no país fique apenas com a Seleção Brasileira.

Segundo o documento, “chegou a hora de os clubes assumirem o protagonismo dentro da CBF”. (leia abaixo o manifesto na íntegra)

O maior poder dos dirigentes dentro da CBF ocorreria através da recém criada Comissão Nacional de Clubes. Para tanto, a solicitação dos paulistas é para que o presidente da entidade, independente de quem seja, descentralize as ações à frente da CBF deixando a organização dos torneios nas mãos dos clubes.

– O principal é que a pessoa que estiver na presidência tenha uma visão mais aberta e deixe os campeonatos nas mãos dos clubes. Essa mudança vai trazer maior transparência em tudo – comenta Marco Chedid, presidente do Bragantino e um dos seis dirigentes presentes na reunião.

Além dele, também participaram Roberto de Andrade (Corinthians), Paulo Nobre (Palmeiras), Ataíde Gil Guerreiro (São Paulo), Modesto Roma Júnior (Santos), Vanderlei Pereira (Ponte Preta) e Reinando Carneiro Bastos (FPF).

O manifesto foi idealizado após a definição dos dirigentes em votar em bloco no presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF), Coronel Nunes, para ocupar o posto de vice-presidente da CBF no lugar de José Maria Marin, que está preso nos Estados Unidos.

A indicação do dirigente paraense para concorrer ao cargo na eleição do próximo dia 16 foi a saída encontrada pela CBF para evitar que o presidente da Federação Catarinense (FCF), Delfim Peixoto, assuma a presidência em caso de renúncia de Marco Polo Del Nero.

Caso isso ocorra, o estatuto da CBF diz que o vice-presidente mais velho tem direito a assumir a entidade, e Nunes é mais que Peixoto. Um dos motivos para a rejeição ao dirigente catarinense é sua intenção de criar uma liga nacional de clubes.

Leia o manifesto divulgado pelos clubes e a federação paulista.

“Nós, presidentes da Federação Paulista de Futebol, de Bragantino, Corinthians, Oeste, Palmeiras, Ponte Preta, Santos e São Paulo, após reunião nesta segunda-feira (7), entendemos, em conjunto, que chegou a hora de os clubes assumirem o protagonismo dentro da CBF.

Unido, o futebol paulista reivindica que a gestão da CBF conduza um processo de transição para mudanças profundas no modo de administrar o futebol. Este, na nossa visão, esgotou-se e precisa ser reconfigurado, como ficou evidente após os recentes escândalos no nosso esporte.

A primeira medida que será cobrada prevê que a Comissão de Clubes da CBF comande efetivamente a organização das Séries A, B, C e D do Brasileiro.

Defendemos que deve caber a esta comissão atuar de forma direta na elaboração do calendário do futebol nacional, na condução de todas as negociações comerciais e de marketing que envolvam os campeonatos brasileiros, além de promover mudanças no atual modelo de arbitragem.

Alinhados, cobraremos atitudes coerentes com estes princípios de quem quer que esteja no comando da CBF em 2016″.

São Paulo, 8 de dezembro de 2015

Reinaldo Carneiro Bastos
Presidente da Federação Paulista de Futebol

Marcos A. Nassif Abi Chedid
Presidente do Clube Atlético Bragantino

Roberto de Andrade
Presidente do Sport Club Corinthians Paulista

Ernesto Francisco Garcia
Presidente do Oeste Futebol Clube

Paulo de Almeida Nobre
Presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras

Vanderlei Aparecido Pereira
Presidente da Associação Atlética Ponte Preta

Modesto Roma Júnior
Presidente do Santos Futebol Clube

Carlos Augusto de Barros e Silva
Presidente do São Paulo Futebol Clube



  • Campeão do Século

    SENTI FIRMEZA, TEM TUDO PARA DAR CERTO.

MaisRecentes

Empresa explica saída do Brasil do Tour da Taça da Copa do Mundo



Continue Lendo

CBF começa treinar instrutores para curso do árbitro de vídeo



Continue Lendo

Se estrear na próxima rodada, árbitro de vídeo não será para todos os jogos da Série A



Continue Lendo