Novo presidente da CBF, Marcus Vicente fez presidente da FPF depor sobre a Máfia do Apito



Vicente foi o autor de requerimento para o então VP da federação paulista depor sobre influências na arbitragem (Crédito: Reprodução/CBF TV)

Durante as investigações sobre a Máfia do Apito no futebol, em 2005, o hoje presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, foi convocado a depor em Brasília com a justificativa de ter influências na arbitragem paulista. O curioso é que o autor do requerimento foi exatamente o deputado Marcus Vicente, que assumiu a presidência da CBF com o afastamento de Marco Polo Del Nero.

Coincidentemente, Bastos e Vicente estiveram juntos ontem na sede da CBF no almoço de confraternização que reuniu dirigentes das 27 federações de futebol. À época das investigações sobre a Máfia do Apito, Bastos era vice-presidente da FPF e chefiava a arbitragem no estado de São Paulo.

 



MaisRecentes

Orçamento de 2018 está sob análise dos conselhos do Flamengo



Continue Lendo

Placar das finanças: Corinthians batalha para fechar 2017 perto do ‘0 a 0’



Continue Lendo

Curso de treinador sem chancela de Conmebol e Fifa liga sinal de alerta



Continue Lendo