Novo presidente da CBF, Marcus Vicente fez presidente da FPF depor sobre a Máfia do Apito



Vicente foi o autor de requerimento para o então VP da federação paulista depor sobre influências na arbitragem (Crédito: Reprodução/CBF TV)

Durante as investigações sobre a Máfia do Apito no futebol, em 2005, o hoje presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, foi convocado a depor em Brasília com a justificativa de ter influências na arbitragem paulista. O curioso é que o autor do requerimento foi exatamente o deputado Marcus Vicente, que assumiu a presidência da CBF com o afastamento de Marco Polo Del Nero.

Coincidentemente, Bastos e Vicente estiveram juntos ontem na sede da CBF no almoço de confraternização que reuniu dirigentes das 27 federações de futebol. À época das investigações sobre a Máfia do Apito, Bastos era vice-presidente da FPF e chefiava a arbitragem no estado de São Paulo.

 



MaisRecentes

Arena da Baixada recebe evento com forças da segurança pública do Paraná



Continue Lendo

Justiça determina que eleição no Volta Redonda tenha urna para sócios ‘sub judice’



Continue Lendo

Sucesso na temporada faz Fortaleza crescer nas redes sociais



Continue Lendo