Corinthians admite chance de perder a Caixa, mas diz que ‘tem um monte’ de propostas de patrocínio



O Corinthians evita o discurso do desespero para avaliar o futuro do acordo de patrocínio com a Caixa. O presidente Roberto Andrade bate na tecla que o contrato só vence em fevereiro e por isso não há razão para pressa.

Entretanto, o dirigente já admite a possibilidade de que o governo desista de investir ou reduza o montante colocado no futebol por conta da política de redução dos gastos para o próximo ano. Mas Andrade assegura que o Corinthians “tem um monte” de proposta de patrocínio.



MaisRecentes

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo