Corinthians admite chance de perder a Caixa, mas diz que ‘tem um monte’ de propostas de patrocínio



O Corinthians evita o discurso do desespero para avaliar o futuro do acordo de patrocínio com a Caixa. O presidente Roberto Andrade bate na tecla que o contrato só vence em fevereiro e por isso não há razão para pressa.

Entretanto, o dirigente já admite a possibilidade de que o governo desista de investir ou reduza o montante colocado no futebol por conta da política de redução dos gastos para o próximo ano. Mas Andrade assegura que o Corinthians “tem um monte” de proposta de patrocínio.



MaisRecentes

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo

Fora de São Paulo, Paraná lidera número de visitantes na Arena Corinthians



Continue Lendo