Corinthians admite chance de perder a Caixa, mas diz que ‘tem um monte’ de propostas de patrocínio



O Corinthians evita o discurso do desespero para avaliar o futuro do acordo de patrocínio com a Caixa. O presidente Roberto Andrade bate na tecla que o contrato só vence em fevereiro e por isso não há razão para pressa.

Entretanto, o dirigente já admite a possibilidade de que o governo desista de investir ou reduza o montante colocado no futebol por conta da política de redução dos gastos para o próximo ano. Mas Andrade assegura que o Corinthians “tem um monte” de proposta de patrocínio.



MaisRecentes

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo

Mesmo debilitado, Eurico Miranda mostra sua força na política do Vasco



Continue Lendo

Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Continue Lendo