Governo decide prorrogação do Profut na próxima segunda



Governo poderá prorrogar prazo de adesão ao Profut até o final de 2016 (Crédito: Divulgação)

O governo dará uma resposta sobre a prorrogação ou não do prazo de adesão ao Profut na próxima segunda-feira, 23. A possibilidade de prolongar o tempo para os clubes fazerem parte do programa de refinanciamento de dívida fiscal ocorre após pressão de dirigentes e parlamentares da “bancada da bola”. O argumento dos que defendem a prorrogação é que o prazo que expira no próximo dia 30 não foi o suficiente para muitos times, principalmente os de menor porte, avaliarem os reais benefícios do Profut.

Na última quinta-feira, integrantes da “bancada da bola” se reuniram com Ricardo Berzoini, ministro-chefe da Secretaria de Governo, para apresentar a proposta de prorrogar o prazo do Profut até o final de 2016. Berzoini ficou de estudar a proposta junto a equipe da Casa Civil e caso o governo aceite a prorrogação, uma Medida Provisória (MP) será lançada com a nova data de adesão ao programa de refinanciamento.

Os defensores da prorrogação do prazo do Profut batem na tecla também de que os próprios órgãos do governo não estão preparados suficientemente para atender as demandas do programa de financiamento, principalmente na entrega das Certidões Negativas de Débito (CND). Superintendente de futebol do Corinthians, o deputado Andrés Sanchez (PT-SP) diz que o clube está em dia com a Receita Federal mas não recebe o documento há três meses.

Questionado sobre a possível prorrogação do prazo do Profut, o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), que foi o relator da lei no Congresso, diz que o adiamento da adesão será útil para os clubes. “A cultura de administração do esporte no país sempre foi irresponsável e essa guinada à modernização demanda tempo”, diz Leite.



MaisRecentes

Crise política breca MP que isenta atletas de cobrança previdenciária



Continue Lendo

Romário enviará relatório da CPI do Futebol ao Ministério Público da Espanha



Continue Lendo

Federação Paulista nomeia empresário como vice-presidente



Continue Lendo