Acordo prevê sanção de clube-empresa pelo governo em 2016



Acordo ocorreu pouco antes do veto à medida ser votado em plenário, na última terça (Crédito: Divulgação/Câmara)

O acordo entre parlamentares e representantes do governo para manter o veto de Dilma ao clube-empresa no Profut tem como contrapartida o compromisso da medida ser aprovada e sancionada pelo Executivo em 2016. No combinado entre as partes, a matéria passa a integrar o projeto de lei (PL) que está sendo elaborado pela Comissão Especial para reformular e atualizar as leis desportivas, como Lei Pelé e Estatuto do Torcedor, e cujo plano de trabalho está previsto para terminar em abril.

Logo após a reunião em que ficou acertado a manutenção do veto presidencial ao clube-empresa, o senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso, afirmou em plenário que assumiu o acordo para que “a matéria vetada vá para a Comissão Especial com o compromisso de aprovar e sancionar o texto”. (veja vídeo abaixo)

Por já ter sido aprovada pelo Congresso durante o trâmite do Profut, há a expectativa de que o teor do texto sobre clube-empresa se mantenha durante os trabalhos da Comissão Especial, mesmo com a realização de audiências para debater o assunto. “Já há um acordo prévio com o govenro mas a tramitação de matérias prevê discussões e seminários antes de levar o texto a plenário” afirma o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da Comissão.



MaisRecentes

Evento em Paris vai debater questão do clube-empresa no futebol brasileiro



Continue Lendo

Grupos políticos do Vasco pedem fim de gasto extra em viagens



Continue Lendo

Rubens Lopes, presidente da Ferj, vê problema em fluxo de pagamento de cotas de TV aos clubes



Continue Lendo