Acordo prevê sanção de clube-empresa pelo governo em 2016



Acordo ocorreu pouco antes do veto à medida ser votado em plenário, na última terça (Crédito: Divulgação/Câmara)

O acordo entre parlamentares e representantes do governo para manter o veto de Dilma ao clube-empresa no Profut tem como contrapartida o compromisso da medida ser aprovada e sancionada pelo Executivo em 2016. No combinado entre as partes, a matéria passa a integrar o projeto de lei (PL) que está sendo elaborado pela Comissão Especial para reformular e atualizar as leis desportivas, como Lei Pelé e Estatuto do Torcedor, e cujo plano de trabalho está previsto para terminar em abril.

Logo após a reunião em que ficou acertado a manutenção do veto presidencial ao clube-empresa, o senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso, afirmou em plenário que assumiu o acordo para que “a matéria vetada vá para a Comissão Especial com o compromisso de aprovar e sancionar o texto”. (veja vídeo abaixo)

Por já ter sido aprovada pelo Congresso durante o trâmite do Profut, há a expectativa de que o teor do texto sobre clube-empresa se mantenha durante os trabalhos da Comissão Especial, mesmo com a realização de audiências para debater o assunto. “Já há um acordo prévio com o govenro mas a tramitação de matérias prevê discussões e seminários antes de levar o texto a plenário” afirma o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da Comissão.



MaisRecentes

Dirigente do Flu reconhece excesso de jovens no elenco: ‘Ideal é ter mescla’



Continue Lendo

Com Under Armour, Fluminense tem menos uma dor de cabeça



Continue Lendo

Atlético Paranaense abre escola de futebol na África



Continue Lendo