Governo vê demora de clubes para aderir ao Profut, mas não pensa em prorrogar prazo



O governo federal tem notado que os clubes estão demorando a aderir ao Profut. A visão em Brasília é que houve demora para entender a importância do projeto. Em relação aos clubes pequenos, o entendimento é que, em alguns casos, a questão gira em torno da falta de um departamento jurídico estruturado. O limite para adesão é o dia 30 de novembro. Até lá, o secretário nacional de futebol, Rogerio Hamam, ainda vai a Salvador e Rio, nos dias 18 e 24, para tirar dúvidas dos clubes locais sobre o Profut.

O governo não trabalha com a possibilidade de tomar a iniciativa para prorrogar o limite de adesão ao Profut, apesar da demora dos clubes. O prazo só poderia ser esticado mediante Medida Provisória. No Planalto, o entendimento é que a parte do Executivo já foi feita. Os clubes teriam, em tese, o direito de pedir a prorrogação. Mas entre o governo receber o pedido e atendê-lo há uma distância muito grande.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo