CPI do Futebol deve ter prazo estendido



CPI do Futebol é presidida pelo senador Romário (Crédito: Agência Senado)

Sem quórum para analisar os 23 requerimentos previstos para a sessão realizada nesta quarta-feira, 11, no Senado, a CPI do Futebol caminha para ser prorrogada por mais 180 dias. O prazo da investigação sobre irregularidades em contratos e ações envolvendo a CBF e o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 termina em dezembro e sua prorrogação deve ser levada para votação entre os senadores.

– Já temos muitas informações relevantes e para puxar mais fio do novelo vamos precisar de um prazo maior para a CPI – afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), durante a sessão que foi encerrada por não ter quórum para a avaliação dos requerimentos.

O presidente da CPI do Futebol, Romário (PSB-RJ), e o vice-presidente, Paulo Bauer (PSDB-SC), também são favoráveis à prorrogação do prazo da investigação.

– Tendo em mãos o conteúdo da investigação, tenho certeza que a proposta será acatada por esta Comissão e pela maioria da Casa em votação no plenário – completou Rodrigues.



MaisRecentes

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo

Empresa explica saída do Brasil do Tour da Taça da Copa do Mundo



Continue Lendo