Inter de Milão entra em negócio no Brasil para popularizar marca e disseminar filosofia



zanetti monti

Zanetti ao lado de Monti no Maracanã (Foto: Igor Siqueira)

A Inter de Milão não vai desembolsar um centavo para colocar em prática a Inter Academy no Brasil. O clube italiano, que lançou o projeto de escolinhas quinta-feira no Maracanã, vai fornecer, além da marca, os “recursos humanos”, segundo o diretor técnico Marco Monti.

Ou seja, vai garantir a presença de staff técnico para orientar os treinadores brasileiros sobre o esquema de trabalho. Monti assegura que a prioridade não é trabalhar esquema tático, mas sim um modelo para desenvolvimento dos garotos que vão participar do projeto nas 27 escolinhas espalhadas pelo país.

O dirigente do clube italiano ainda ressalta que o objetivo da Inter Academy não é funcionar como peneira de jovens jogadores para o time nerazzurro. E ele explicou o motivo da escolha pelo Brasil.

– Porque temos quase seis milhões de torcedores aqui. Não temos a presunção de pensar que os jogadores serão mais italianos. O objetivo do projeto é transferir a filosofia de trabalho, que junto aos treinadores locais. Eles vão ajudar os meninos a melhorar. Vamos desenvolver o projeto r é fundamental inciar esse tipo de trabalho com os menores. A atividade vai começar aos seis anos – avisou.

O lançamento teve presença do ídolo Javier Zanetti, hoje vice do clube.

– Estamos em um país com grande tradição futebolística. Para nós, é muito importante estar perto de tantos torcedores interistas. Tive a sorte de ter muitos companheiros brasileiros. Por isso, creio que essa será uma bela oportunidade a todos – afirmou o ídolo argentino.



MaisRecentes

Orçamento de 2018 está sob análise dos conselhos do Flamengo



Continue Lendo

Placar das finanças: Corinthians batalha para fechar 2017 perto do ‘0 a 0’



Continue Lendo

Curso de treinador sem chancela de Conmebol e Fifa liga sinal de alerta



Continue Lendo