Inter de Milão entra em negócio no Brasil para popularizar marca e disseminar filosofia



zanetti monti

Zanetti ao lado de Monti no Maracanã (Foto: Igor Siqueira)

A Inter de Milão não vai desembolsar um centavo para colocar em prática a Inter Academy no Brasil. O clube italiano, que lançou o projeto de escolinhas quinta-feira no Maracanã, vai fornecer, além da marca, os “recursos humanos”, segundo o diretor técnico Marco Monti.

Ou seja, vai garantir a presença de staff técnico para orientar os treinadores brasileiros sobre o esquema de trabalho. Monti assegura que a prioridade não é trabalhar esquema tático, mas sim um modelo para desenvolvimento dos garotos que vão participar do projeto nas 27 escolinhas espalhadas pelo país.

O dirigente do clube italiano ainda ressalta que o objetivo da Inter Academy não é funcionar como peneira de jovens jogadores para o time nerazzurro. E ele explicou o motivo da escolha pelo Brasil.

– Porque temos quase seis milhões de torcedores aqui. Não temos a presunção de pensar que os jogadores serão mais italianos. O objetivo do projeto é transferir a filosofia de trabalho, que junto aos treinadores locais. Eles vão ajudar os meninos a melhorar. Vamos desenvolver o projeto r é fundamental inciar esse tipo de trabalho com os menores. A atividade vai começar aos seis anos – avisou.

O lançamento teve presença do ídolo Javier Zanetti, hoje vice do clube.

– Estamos em um país com grande tradição futebolística. Para nós, é muito importante estar perto de tantos torcedores interistas. Tive a sorte de ter muitos companheiros brasileiros. Por isso, creio que essa será uma bela oportunidade a todos – afirmou o ídolo argentino.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo