Galo quer usar dinheiro da venda de Bernard para reduzir dívida no Profut



Bernard foi vendido em 2013 pelo Atlético-MG por cerca de R$ 77 milhões para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia

O Atlético-MG quer reduzir em cerca de R$ 50 milhões sua dívida fiscal a ser paga no parcelamento do Profut, cujo total gira em torno de R$ 176 milhões. Grande parte do montante a ser utilizado pelo Galo é da venda do atacante Bernard para o Shakhtar Donetsk, em 2013, que rendeu à época R$ 77 milhões ao clube mineiro. Quase a totalidade deste valor, entretanto, foi bloqueado pela Fazenda Nacional por conta de dívidas tributárias do clube, que agora tenta descontar no novo programa de parcelamento.

Segundo o diretor jurídico do Galo, Lásaro Cunha, “não há dúvidas de que o valor será abatido” da dívida do clube e a intenção é usar a verba para não ter que pagar as primeiras parcelas do Profut. Outra hipótese é abater os R$ 50 milhões na dívida total a ser paga em 240 meses, mas com a obrigação de pagar todos os meses.

– Podemos entrar com um mandado de segurança para não pagar as primeiras parcelas – afirma o diretor jurídico do Atlético-MG.



MaisRecentes

Benemérito do Vasco reclama de obstrução da secretaria para regularizar sócio



Continue Lendo

Vasco fecha com novo patrocinador até o final da temporada



Continue Lendo

Tour da Arena Corinthians já recebeu mais de 100 mil visitantes



Continue Lendo