Presidentes de São Paulo e Santos irão depor na CPI do Futebol



Ex-jogador Romário é o presidente da CPI do Futebol que investiga irregularidades no esporte brasileiro

Os presidentes do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, e do Santos, Modesto Roma Jr., vão a Brasília nesta quarta-feira, 7, prestar depoimento à CPI do Futebol, que investiga irregularidades no futebol brasileiro. Entre os assuntos abordados na sessão agendada para às 15h estão a relação dos clubes com a CBF, situação financeira dos times e sobre as competições nacionais.

Além dos dois dirigentes, o senador Romário (PSB-RJ), que preside a CPI do Futebol, irá convocar na mesma sessão o depoimento de todos os presidentes de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, além de todos os presidentes de federação do futebol brasileiro.

Outro requerimento de Romário abrangerá investigações sobre a compra do prédio da sede da CBF, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O presidente da CPI solicitará a quebra dos sigilos bancários e fiscais de empresas e pessoas envolvidas na negociação do imóvel.



MaisRecentes

Rodrigo Caetano surge como opção caso Alexandre Mattos deixe o Palmeiras



Continue Lendo

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo