Liga Sul-MG-RJ quer divisão igualitária de cotas de TV e pensa em fundo compartilhado para os membros



Mesmo sem terem fechado contrato para transmissão de TV, os integrantes da Liga Sul-Minas-Rio, além de planejarem uma distribuição igualitária (entre os participantes de cada edição, segundo o presidente Gilvan Tavares) das cotas de TV para a competição a qual vão organizar, estão ventilando a criação de um fundo único, no qual receitas vindas, por exemplo, com patrocínios para a Liga sejam divididas para todos – inclusive para os membros que não estiverem na edição vigente da competição. Atualmente, são 15 clubes signatários.



MaisRecentes

Atlético Mineiro entra no mundo das ‘Bitcoins’



Continue Lendo

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo