Para CBF, time é o maior culpado por desmaios de atletas



Marco Aurélio Cunha assumiu a coordenação do futebol feminino na CBF este ano

No jogo entre Tiradentes-PI e Viana-MA disputado ontem, no Piauí, válido pelo Campeonato Brasileiro feminino, ao menos seis jogadoras do time maranhense desmaiaram por causa do forte calor. O jogo foi iniciado às 15h e as temperatura durante a partida chegou próxima dos 40 graus.

Em entrevista à coluna, o coordenador de futebol feminino da CBF, Marco Aurélio Cunha, isentou a entidade de culpa no caso e afirmou que a principal culpada pelo episódio foi a própria equipe do Viana por não ter tido uma preparação adequada para o jogo.

Leia abaixo a entrevista.

Foi um erro ter colocado o jogo às 15h?
Erro? Em Teresina o calor das 16h é maior que o das 15h. A diferença na parte da tarde nessa região é mínima. A tabela foi feita há muito tempo e era impossível saber a temperatura do dia do jogo. Além disso, as partidas tinham que ocorrer no mesmo horário que as outras pois eram classificatórias e lá não tinha iluminação artificial. O que as pessoas têm que entender que não foi apenas a temperatura e sim uma série de fatores.

Que fatores também influenciaram para isso?
As condições de preparação das atletas desse time. Me disseram que elas almoçaram pouco antes do jogo e não tiveram um deslocamento adequado para o jogo. Teve jogo com 35 graus e nada aconteceu. Não vou estimular jogos com 38 graus, mas são situações que podem ocorrer. Na Rússia se joga com temperatura negativa e ninguém fala nada.

A CBF fará algo para evitar esse tipo de acidente?
Não se pode culpar a CBF por uma vez que ocorreu o problema sendo que foi a equipe que se preparou mal. Isso é injusto. Teve uma série de jogos nesse mesmo horário e nada aconteceu. É muito simplista colocar a culpa apenas na temperatura. Na Copa teve jogo ao meio dia e nada ocorreu. Criticar uma entidade só por causa disso é muito injusto. Para um jogo de futebol, há muitas variáveis e estamos fazendo o máximo para tentar equilibrar isso. Mas acidentes podem acontecer.

Mas na minha visão a CBF tem sua parcela de culpa sim.
Mas a CBF não tem culpa se um time se preparou mal para um jogo. O futebol brasileiro quer um pai, uma mãe e uma cesta de compras. Mas eu não posso sustentar um clube. Se vai fazer uma festa e não tem dinheiro para pagar, é melhor não fazer. Nossa parte é cuidar de outras áreas e não ingerir na gestão dos clubes. E tem lugar que não tem luz artificial porque o clube não quer pagar a conta. O que eu vou fazer? Excluir Teresina do campeonato só porque lá é muito calor? Mas é sempre assim, só falam de coisa ruim, das coisas boas que fazemos ninguém fala.

O que por exemplo?
Hoje, por exemplo, a Seleção Brasileira feminina estará inteira aqui na CBF para o sorteio das atletas para os times. Será que a imprensa estará em peso aqui para cobrir? A CBF vai pagar duas atletas da Seleção para elas atuarem nos times, será que vão falar disso? Claro que não. Não estou me excluindo das responsabilidades, mas tinha uma série de fatores que influenciaram para esse caso. Se a culpa é da CBF por uma preparação inadequada é melhor a entidade virar um time então. Eu pago a conta da minha comanda. Mas agora estão querendo que eu pague coisas que eu não consumi.



  • Komiku Dikurintiano

    Essa é a 2a bobagem que esse “médico” diz.. a 1a qdo afirmou na Fox que o no horario de 11h a sensação ´termica era menor que as 16h…. Um pesquisador Dr Turibio desmentiu essa afirmativa no ar,

  • Oliveira Gustavo

    Esse medico frustrado, vereador de meia tijela, está no lugar certo: centro da corrupção.

MaisRecentes

Presidente eleito da Federação Mineira vê clubes de BH no mesmo nível de SP e RJ



Continue Lendo

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo