CBF já discute punições aos envolvidos em transferência de zagueiro do São Paulo



A CBF está bastante inclinada a encaminhar uma punição à Itaquerão Soccer por causa da transação envolvendo o zagueiro Iago Maidana, que foi parar no São Paulo. A empresa tirou o jogador do Criciúma, registrou no Monte Cristo (GO) e posteriormente repassou ao Tricolor paulista. A tendência é que a Itaquerão, que ainda não tem registro na CBF, seja impedida de participar de negociações e de ser aceita no quadro de intermediários da entidade.

Segundo a De Prima apurou, a análise da situação do Monte Cristo também está adiantada. A CBF enviou ofício através da Federação Goiana ao clube pedindo documentos e espera uma resposta, mas já há indícios quase que suficientes para também punir o clube – por ter sido uma espécie de ponte – com a proibição de contratação de jogadores.

A história também deve sobrar para o Criciúma, já que os contratos apresentados pelo clube catarinense à CBF revelam irregularidades. Iago Maidana teve os direitos cedidos a uma empresa parceira do clube, que os repassou à Itaquerão Soccer, mesmo com a participação de terceiros nos direitos de atletas já tendo sido banida pela Fifa e pela CBF. A entidade ainda aguarda mais documentos do Tigre para avançar nessa situação.

O mesmo vale em relação ao São Paulo. O clube chegou a ser interpelado pelo diretor de registro e transferências da CBF, Reynaldo Buzzoni, mas não apresentou explicações claras sobre o motivo de ter pagado mais do que os R$ 50 mil previstos como multa rescisória de Iago Maidana. O Tricolor também foi oficiado pela CBF para enviar documentos.

Se houver punição no caso, que deve ser tratado no STJD, será a primeira vez que sanções previstas no Regulamento Nacional de Transferências serão aplicadas no Brasil para transferências de terceiros. Recentemente, clubes foram advertidos no Tribunal por conta do “acordo  de cavalheiros” que tirou, por exemplo, Guerrero e Sheik do jogo do Flamengo contra o Corinthians.



  • Celso Jose Sacchi

    Enquanto isso, como fica a situação do jogador. Pelo que sei o garoto é do interior do Espirito Santo e não conseguiria fazer isto sozinho. Há sempre malandros no meio.

MaisRecentes

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo