Comissão do Senado aprova pena de até quatro anos para brigas no futebol



Texto propõe prisão de torcedores por até quatro anos em caso de brigas em jogos de futebol

Os torcedores que se envolverem em tumultos e brigas, ou praticar atos de vandalismo em jogos de futebol poderão pegar uma pena de até quatro anos de prisão. Essa é a proposta do senador licenciado Armando Monteiro (PTB-PE), atual ministro do Desenvolvimento, que foi aprovada hoje pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado. O projeto será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)

Além dos atos de violência ou confronto, as penas também abrangem torcedores que invadirem o campo de jogo. Brigas em um raio de até cinco quilômetros do local da partida, ou no trajeto de ida e volta das organizadas também estão incluídas no texto.

Em caso de porte de armas ou instrumentos que possam ser utilizados em atos de violência, não só o torcedor uniformizado será punido como também os presidentes e diretores das torcidas.

A expectativa do relator do texto, o senador Dalírio Beber (PSDB-SC), é que o projeto de lei seja analisado pela CCJ dentro dos próximos 30 dias, para depois entrar na pauta do Congresso tendo que passar pela Câmara dos Deputados e o Senado antes de ser sancionado pelo governo.



  • Fogarel

    Tudo balela ! É só mais uma lei que não funciona…

    • ricardo

      e qual funciona?
      RESPOSTA: A LEI DOS ARBITROS QUE APITAM JOGOS DOS GAMBAS.
      porque essa funciona!
      porque beneficia os corruptos E AQUELES QUE FAZEM PARTE TANTO
      DIRETAMENTE COMO INDIRETAMENTE E OS GAMBAS FAZEM PARTE
      PORQUE DÃO RETORNO ENCHENDO O RABO DELES DE DINHEIRO
      OU PORQUE VOCE ACHA QUE A GLOBO AUMENTOU AS COTAS PARA
      ANO QUE VEM PARA OS GAMBAS E O MESMO ACONTECE COM O FLAMENGO
      OU SEJA ESSE DINHEIRO DESONESTO LAVA A MÃO DE MUITA GENTE SUJA
      E TIRA DA MÃO DE MUITA GENTE HONESTA QUE SÓ QUER UM BOM RETORNO
      UM FUTEBOL DIGNO E HONESTO COISA QUE FAZ TEMPO QUE NÃO ACONTECE
      OS OUTROS TIMES TINHAM QUE MUDAR OU MUDA OU SAIMOS FORA E DEIXA SÓ FLAMENGO E OS GAMBAS.

  • Sr OMAR

    Crimes praticados até 4 anos de pena pode ser revertido em multa, nem os petistas vão em cana, alguém acha que torcedor vai? Isso é Brasil gente, infelizmente!

    • ricardo

      PORQUE O SENADO NÃO APROVA UMA LEI
      QUE INVESTIGUE A CBF A RGT E O CORINTHIANS.
      RESPOSTA:
      PORQUE É A MESMA COISA QUE INVESTIGAR
      O MENSALÃO
      O PETROLHÃO
      OS POLITICOS
      OS PROPRIOS SENADORES
      OS DEPUTADOS
      A PRESIDENTA
      OS VEREADORES
      OS MINISTROS
      AS CHACINAS
      RESUMINDO CORRUPTOS JAMAIS INVESTIGARAM CORRUPTOS
      JÁ OUVIRAM AQUELA MÚSICA :
      COLARINHO BRANCO
      LADRÃO ROUBA LADRÃO
      SE GRITAR PEGA LADRÃO NÃO FICA UM MEU IRMÃO
      ISSO É O SISTEMA E O CORINTHIANS SE VENDEU A ELES LARANJA DO SISTEMA O CORINTHIANS NÃO É DA TORCIDA MAS SIM SISTEMA .
      NÃO TEM VERGONHA NA CARA GAMBÁ FEDORENTO TÁ AI A PROVA
      QUEM SE VENDE TEM SEUS BENEFICIOS E ISSO SE CHAMA DESONESTIDADE.

      • Rafael

        CHORAAAAAAAAAAA.

        CHUPAAAA MEU TIME VAI SER HEXA… e VOCÊS CHORANDOOOOO

        COMO SÃO RIDÍCULOS….

        SAUDAÇÕES ALVINEGRA.

  • tupiniquim press

    Não se engane, teve o dedo do juiz!!!!

    Admito: é difícil enxergar méritos em rivais quando a gente é apaixonado por um clube. O que dizer então da liderança folgada do Corinthians no Brasileirão? Que o rival está caminhando para colocar mais um asterisco em sua história!

    Já são quase 30 jogos em que rodada sim rodada não, os subtítulos das manchetes das vitórias corintianas são “Adversário saiu reclamando da arbitragem”. Isso quando os erros do apito não aconteceram contra rivais diretos pela ponta da tabela.

    Curioso é que para o nível medonho do futebol brasileiro em tese o rival não precisaria de tanta interferência externa, já que possui jogadores relativamente bons, como Renato Augusto, Jadson, Elias… (quase todos fracassados na Europa, ok, mas aqui ainda servem).

    No jogo contra o Santos, Jadson – o único que teve sucesso no exterior (no poderoso futebol ucraniano), foi aclamado como craque, mas o que ele fez de excepcional? Bateu mais um pênalti e depois fez um gol com a partida já decidida.

    E há quem pense que esse time é uma máquina.

    Talvez pelo fato de ter passado a fazer muitos gols (sempre em jogos já decididos, muitos pelo apito), pois em mais da metade do campeonato o futebol foi medíocre. As vitórias por 1 a 0 eram rotina, marca registrada da “Era Tite”.

    Quem sabe por ser um ótimo mandante no Itaquerão, onde todos adversários são surpreendidos com um gramado escorregadio (só quem joga com frequência se adapta). Gramado esse, aliás, de um estádio erguido com dinheiro público.

    Pode ser também que alguns entendam que a “incrível” série de 17 jogos sem derrotas seja um indicativo de que estamos diante de um supertime, mas os mesmos não citam como essa série foi construída (pênaltis não marcados no último minuto, outros dados no último minuto, gol mal anulado quando adversários já venciam, dentre outros).

    Foram muitos “erros” que ajudaram a construir essa campanha quase perfeita.

    Mas quando alguém babar ovo para o rival, não se engane: Teve o dedo do juiz!

    • Rafael

      CHORAAAAAAAAAAA.

      CHUPAAAA MEU TIME VAI SER HEXA… e VOCÊS CHORANDOOOOO

      COMO SÃO RIDÍCULOS OLHA O TAMANHO DO TEXTO HAHAHAHAHA….

      SAUDAÇÕES ALVINEGRA..

MaisRecentes

Presidente da Federação Paulista lamenta calendário apertado em 2018



Continue Lendo

Brasileiro de Aspirantes terá ajuda de custo e passagens bancadas pela CBF



Continue Lendo

Galiotte e Modesto em clima de paz: ‘É um dos mais éticos’, elogia o santista



Continue Lendo