Apesar do calor ‘de rachar’, Corinthians x Santos teve ‘bom índice de segurança’, diz CBF



Mesmo com a temperatura alta na Arena Corinthians, com os termômetros batendo 38º no decorrer do clássico que acabou com vitória do Timão sobre o Santos por 2 a 0, a CBF garante que a partida ocorreu dentro dos “níveis de segurança” medidos pela comissão médica da entidade, que vem monitorando as temperaturas dos jogos às 11h para tomar uma decisão sobre o horário no começo de outubro, junto com a diretoria de competições.

– Posso dizer que, apesar do calor, a análise dos outros dados, como radiação, vento e umidade, nos davam um bom índice de segurança – afirmou Jorge Pagura, presidente da comissão médica da CBF, que estava no estádio de Itaquera neste domingo.

Essa análise dos componentes do clima durante os jogos é feita por um aparelho chamado WBGT (sigla em inglês para wet-bulb globe temperature), que fornece um índice específico determinando o nível de risco para execução de atividades físicas.

A CBF tem “enviados especiais” em todos os estádios: os médicos responsáveis pelo controle de doping medem as temperaturas e passam as informações para Pagura.

– A mensurarão não é somente nos jogos das 11h. Há um número grande de profissionais trabalhando com esses dados. A orientação está clara: acima de 28º C, parada médica obrigatória de três minutos. Os dados obtidos serão levados em conta para a reunião de outubro. A decisão será sempre visando à integridade e segurança dos atletas – completou Pagura.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Santos jogará novamente às 11h de domingo, contra o Internacional, na Vila Belmiro. O outro jogo da rodada neste mesmo horário é Atlético-PR x Ponte Preta, em Curitiba.



MaisRecentes

Dirigentes do Volta Redonda tentam explicar mistério sobre direitos de Marrony



Continue Lendo

FERJ e Corpo de Bombeiros estudam criar padronização na vistoria dos estádios



Continue Lendo

Piloto Átila Abreu, da Shell V-Power, tem novo patrocinador para a ‘Corrida do Milhão’



Continue Lendo