Dirigentes fazem ‘força-tarefa’ para derrubar veto da cláusula compensatória no Produt



Dirigentes dos clubes de futebol têm feito uma força-tarefa junto a deputados para tentar derrubar o veto no texto do Profut sobre a cláusula compensatória que altera a multa mínima a ser paga aos jogadores de 100% para 50% do valor dos salários a que o atleta teria direito em caso de rescisão de contrato.

Nas conversas com os parlamentares, os dirigentes argumentam que a alteração para o pagamento de apenas metade da multa aos jogadores já foi aprovado pelo Congresso antes do veto de Dilma, e que o percentual de 50% já era adotado até 2011.

Além disso, consideram que a justificativa do governo para o veto de que a medida prejudicaria os próprios clubes foi “bizarra”.

Os sete vetos da presidente Dilma no documento serão debatidos na Câmara na próxima semana.



MaisRecentes

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo

Botafogo-SP cobra isonomia em promoção no confronto contra o Mirassol-SP



Continue Lendo

Evento de e-Sports terá análise sobre o mercado para empresas



Continue Lendo