Atlético-MG projeta economia de R$ 19 milhões com Profut



Diretor jurídico do Atlético-MG, Lásaro Cunha (dir.) foi quem projetou a redução na dívida do Atlético-MG com o Profut (Crédito: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Pronto para aderir ao refinanciamento de sua dívida fiscal proposto no Profut, o Atlético-MG projeta uma economia de até R$ 19 milhões com o programa. O cálculo é do diretor jurídico do clube mineiro, Lásaro Cunha. A redução na dívida ocorre em relação ao que o clube já pagaria através do Programa de Recuperação Fiscal (Refis), ao qual aderiu no ano passado. No final de 2014, a dívida fiscal do Atlético-MG estava em torno de R$ 190 milhões.

A economia estimada pelo Atlético-MG com o Profut deve-se aos maiores benefícios propostos pela norma recém-sancionada. Enquanto o Refis prevê uma redução da multa de 60% e queda de 25% dos juros, os benefícios do Profut são, respectivamente, de 70% e 40%. Além disso, a nova norma permite um parcelamento de até 240 meses contra 180 meses do Refis.



MaisRecentes

Benemérito do Vasco reclama de obstrução da secretaria para regularizar sócio



Continue Lendo

Vasco fecha com novo patrocinador até o final da temporada



Continue Lendo

Tour da Arena Corinthians já recebeu mais de 100 mil visitantes



Continue Lendo