Pensando em negociação com a TV, fechar com um CEO é uma das prioridades da Liga Sul-Minas-Rio



A definição de um CEO para assumir a recém-nascida Liga Sul-Minas-Rio é tratada pelos integrantes como um ponto estratégico para a viabilização da competição no futebol brasileiro. Os dirigentes selecionáveis para o cargo ainda são guardados a sete chaves pelos dirigentes envolvidos na criação da Liga. Entretanto, o
profissional escolhido já assumirá a função de diretor-executivo da Liga com a primeira missão já definida: apresentar o projeto a uma emissora de televisão, com a Globo sendo a primeira opção.

A Liga Sul-Minas-Rio, inclusive, desenvolveu um estatuto com cerca de 20 páginas já preparado para receber ou não o apoio da CBF para a competição. As federações estaduais não são preocupação do grupo, que garante ter condições de andar com as próprias pernas. Se não tiver a chancela da CBF, por exemplo, a liga vai ter que cuidar da própria arbitragem.



MaisRecentes

Valorizado após a Copa do Mundo, Fágner tem proposta do Napoli-ITA



Continue Lendo

Fora de painel com ídolos em São Januário, Pedrinho deve entrar na próxima expansão



Continue Lendo

Neymar é o alvo do Real Madrid para o lugar de Cristiano Ronaldo, revela jornalista espanhol



Continue Lendo