Investigação do FBI não tem atrapalhado negociações da CBF no exterior, garante diretor



Diretor de assuntos internacionais da CBF e deputado federal, Vicente Cândido tem desbravado mercados, como a China, e está de olho na Rússia, Irã, Nigéria e Marrocos para levar a marca da entidade. O dirigente, apesar da crise institucional que tomou conta da gestão atual desde a prisão de José Maria Marin em Zurique, garante que a investigação do FBI não gerou desconfiança nos interlocutores estrangeiros da entidade. “A marca CBF é mais forte que qualquer denúncia”, assegura.

No momento, o mercado chinês é o grande foco de expansão da CBF no exterior. Segundo Vicente Cândido, a negociação com os chineses envolve intercâmbios para a formação de atletas e em gestão esportiva, venda de produtos, disputa pelo fundo criado na China para investimento no Brasil e televisionamento de jogos.



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo