Em 17 meses, Arena da Amazônia faturou apenas R$ 2,5 milhões



Desde a sua inauguração, em março de 2014, Arena da Amazônia recebeu apenas 28 partidas de futebol

Construída com um investimento de R$ 605 milhões, a Arena da Amazônia faturou apenas R$ 2,5 milhões desde a sua inauguração, há 17 meses. Instituição do Governo do Estado do Amazonas que administra o estádio, a Fundação Vila Olímpica não divulga o custo mensal da Arena, mas informa que o valor está incluído nos R$ 780 mil que são investidos todos os meses na manutenção dos sete equipamentos esportivos que gerencia. Por ser o principal deles, a Arena já tem um déficit de pelo menos R$ 6 milhões.

Agenda vazia
Incluindo os quatro jogos da Copa do Mundo de 2014, a Arena da Amazônia teve um total de 28 partidas, média de apenas 1,6 jogos por mês. Tida como espaço multiuso, o estádio recebeu desde março do ano passado apenas cinco eventos entre shows e concertos. Para os jogos de futebol, a Arena fica com 10% da renda, enquanto que para os eventos o valor do aluguel é de R$ 40 mil.

Futebol e show
Na agenda da Arena da Amazônia estão previstos mais três eventos até setembro. Dois deles serão jogos do Nacional pela Série D do Campeonato Brasileiro. O time amazonense está atualmente fora da zona de classificação para a próxima fase da competição, fato que reduzirá a utilização do estádio. Já no final deste mês, a Arena receberá o festival Happy Holi, voltado para o público jovem.

Reveillon
Na noite do próximo dia 20, vascaínos pretendem “abraçar” São Januário com sinalizadores por conta das comemorações dos 117 anos do clube, que serão completados no dia 21. Por ser realizada na virada do dia para a data comemorativa, a ação estão sendo chamada de “Reveillon Vascaíno”. O ato simbólico ao redor da sede do clube com os sinalizadores será alusivo à união da torcida com o time, que é lanterna do Brasileirão.

App esportivo
Por conta da proximidade da Rio-2016, da qual é parceira, a Claro lançou um aplicativo que reunirá informações em tempo real vários esportes como futebol, vôlei e basquete, e também modalidades não olímpicas como MMA e F1. As notícias também poderão ser recebidas por MMS e SMS e os usuários poderão os esportes que quer seguir.
De Letra

“Não nos empolgamos. O torneio está muito nivelado e as responsabilidades vão aumentar”

Raimundo Viana, presidente do Vitória, sobre o time baiano liderar a Série B do Campeonato Brasileiro.



MaisRecentes

Conmebol anunciará veredito do Flamengo na segunda semana de janeiro



Continue Lendo

Presidência da Primeira Liga fica com o América-MG; vice é do Paraná



Continue Lendo

Botafogo recupera certificado de clube formador da CBF



Continue Lendo