Desistência do Ceará à Sul-Americana fica sem explicação ao STJD; CBF nega pressão



O Ceará desistiu da briga no STJD para disputar, ao mesmo tempo, a Copa do Brasil e a Sul-Americana sem dar justificativa oficial ao órgão judicante. A petição do arquivamento do caso foi de uma folha. O clube nem sequer deu explicações detalhadas ao advogado Osvaldo Sestário, que estava cuidando do processo no Rio.

O relator do caso no STJD, o auditor Flavio Zveiter, disse que nem chegou a ler a posição da CBF, enviada no fim da semana passada, já que o declínio cearense foi tão rápido. Com isso, o caso, que estava na pauta do Pleno para sexta-feira, perdeu objeto.

A CBF, que sempre bateu na tecla de falta de espaço no calendário, garante que não pressionou o Ceará nos bastidores. A entidade acrescenta que a única manifestação no caso foi via ofício ao STJD e em maio, quando declarou que, caso o Ceará fosse às oitavas da Copa do Brasil, a vaga na Sul-Americana ficaria com o vice da Copa do Nordeste, no caso, o Bahia.



  • musical ecletico

    com certeza o presidente da CBF Del Nero ofereceu uma bela propina ao Ceará.

MaisRecentes

Promotor vê cessão de ingressos como incentivadora da violência das torcidas



Continue Lendo

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo