Autor do Estatuto do Torcedor rebate ação do MP-MG contra bebidas alcoólicas nos estádios



Lei sancionada na última quinta permite venda de bebidas alcoólicas em estádios de Minas Gerais, como o Mineirão

O Ministério Público deve entrar com uma ação contra a lei sancionada em Minas Gerais que permite o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios. Segundo o MP, a medida é inconstitucional e se baseia em artigo do Estatuto do Torcedor que considera ilegal a permanência nas arenas com “bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar a prática de atos violentos”.

A iniciativa, entretanto, é refutada pelo advogado Carlos Eduardo Ambiel, um dos autores do texto do Estatuto do Torcedor. Ele explica que o artigo em questão proíbe apenas o porte nas arenas de recipientes de bebidas que possam ser usados para atos de violência, como latinhas e garrafas.

– Se prevalecesse a interpretação do MP, nenhuma bebida poderia ser consumida nas arenas, nem mesmo água ou refrigerante – diz Ambiel.
Só especulação
O presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Carlos Nunes, negou qualquer possibilidade dos R$ 7 milhões que a entidade receberá do convênio com o Ministério do Esporte ser usado para pagar a dívida com a Federação Internacional de Basquete (Fiba). “Essa uma verba para a Seleção masculina mas sempre há especulação que vamos usá-la para pagar contas”, afirmou Nunes.

Dia D
A dívida da CBB com a Fiba pode impedir o Brasil de receber um convite para disputar os Jogos Rio-2016, tendo assim que buscar uma vaga no Pré-Olímpico. A decisão sobre a Seleção receber ou não o convite sairá entre hoje e amanhã durante encontro do comitê executivo da Fiba que está ocorrendo em Tóquio, no Japão.

Leão em Brasília
O diretor de marketing do Vitória, Ricardo David, irá a Brasília na próxima semana para se reunir com representantes da Caixa Econômica Federal. A pauta do encontro será acertar detalhes do acordo de patrocínio máster do time, que expirou em julho. A expectativa é que o contrato seja ao menos prorrogado até dezembro. Além da logomarca na camisa, o banco estatal expõe sua marca em uniformes de treino e viagem, placas no CT do clube e painéis em entrevistas.

Gol com as mãos
Na próxima segunda, o Sindicato dos Clubes do Estado de SP (Sindi-Clube) realizará um evento em sua sede na capital para assinar um convênio com a Federação Paulista de Handebol. O acordo visa expandir a prática da modalidade entre os paulistas. Atletas que ganharam a medalha de ouro no Pan de Toronto e o técnico da seleção feminina Morten Soubak estarão entre os presentes no evento.

Ações pelo estado
Entre as ações previstas no convênio entre o Sindi-Clube e a federação de handebol estão cursos de capacitação profissional para atuar na modalidade realizado na Universidade do próprio sindicato e iniciativas para desenvolver o handebol em escolas e clubes de SP.
De Letra

“Estamos avançando a passos largos. Esse foi o primeiro gol da CPI”

Romário, senador e presidente da Comissão da CPI do Futebol, sobre os trabalhos para obter informações do escândalo envolvendo a Fifa e a CBF.



MaisRecentes

Clube da China deve fazer proposta ao Palmeiras para contratar Deyverson



Continue Lendo

Bittencourt é o primeiro presidente do Fluminense a apresentar dirigentes da base em Xerém



Continue Lendo

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo