MP do Profut, discutida até os ‘acréscimos’, será sancionada por Dilma, e com vetos



Dilma Rousseff tem que se pronunciar sobre a MP  671 até esta terça-feira (Foto: Ichiro Guerra/PR)

Dilma Rousseff tem que se pronunciar sobre a MP 671 até esta terça-feira (Foto: Ichiro Guerra/PR)

A Medida Provisória 671, que refinancia a dívida dos clubes com a União, será sancionada nesta terça-feira pela presidente Dilma Rousseff – a publicação se dará no Diário Oficial de quarta-feira. O texto, que foi motivo de discussão até durante a noite de segunda-feira e só será fechado nesta terça, terá alguns itens vetados. Mas nada que comprometa o projeto por completo.

Houve um temor diante da chance de um veto total da matéria. É que um tema específico demorou a ser digerido pela cúpula do governo, mas especificamente pelo Ministério da Fazenda: o procedimento de pagamento dos descontos oferecidos nos primeiros cinco anos aos clubes que aderirem ao parcelamento.

Segundo a De Prima apurou, a visão de membros do governo é que não está claro quando esses descontos serão ressarcidos aos cofres públicos. O Profut prevê descontos de 50% no 1 e 2 ano, 25% no 3 e 4 anos, e 10% no 5 ano, mas não especifica claramente como será a compensação nas parcelas seguintes.

Sobre esse ponto, os deputados e senadores foram alertados por integrantes do governo. Entretanto, os parlamentares entenderam que seria possível resolver essa questão através de um decreto pela presidente Dilma, apesar dos quase quatro meses que o texto ficou em discussão no Congresso.

Esta terça-feira é um último dia para sanção previsto por lei.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo