Datas históricas e despedida de Rogério Ceni deram origem ao terceiro uniforme do São Paulo



Despedida de Rogério Ceni foi o principal motivo para o São Paulo aprovar o lançamento de seu terceiro uniforme

O lançamento do terceiro uniforme do São Paulo, em outubro, ocorrerá em homenagem a três fatos importantes que acontecem neste segundo semestre: os 10 anos do título Mundial de 2005, os 85 anos do clube comemorados em dezembro e, principalmente, a despedida do goleiro Rogério Ceni, considerado o maior ídolo são-paulino. O fato de ser uma camisa comemorativa facilitou a sua aprovação pelos conselheiros, sendo que essa será a primeira vez na história que o clube terá um terceiro uniforme.     

Raio-x do mercado
A sugestão de lançar a nova camisa são-paulina foi feita pela Under Armour, parceira do São Paulo desde o último mês de abril. Na reunião do Conselho, na noite da última terça, 28, representantes da empresa americana passaram um vídeo para mostrar aos cerca de 180 conselheiros presentes a importância de ter o produto e o retorno que pode ser obtido com o uniforme. Além de detalhes do uniforme, o filme mostrou também dados sobre o mercado de terceiros uniformes no futebol brasileiro. 

Camisa aprovada
O vídeo da Under Armour serviu para dar fundamento à proposta para lançar mais uma camisa, já que no Estatuto do São Paulo não permite mais um uniforme além dos dois tradicionais. A iniciativa deu resultado, já que apenas dois conselheiros dos cerca de 180 presentes na reunião fizeram restrições ao lançamento da camisa. Caso o clube queira lançar outro modelo na próxima temporada, a iniciativa terá que passar novamente pela aprovação do Conselho. 

Título histórico
O título brasileiro do Coritiba de 1985 virou filme e será exibido pela primeira vez nesta sexta, em Curitiba, quando se completam 30 anos da conquista. Denominado “Heróis do Maracanã”, a produção terá outras duas sessões no dia 11 de agosto.   

Pedidos à CBF
Assim como fizeram os dirigentes da Série B, os clubes da Série C aproveitaram a reunião para eleger o representante da divisão na Comissão de Clubes da CBF para fazer solicitações à entidade. O principal deles foi o de aumentar o apoio financeiro à competição, a começar pelo estabelecimento de cotas de TV a partir de 2016. Atualmente, a verba paga pelas emissoras ficam com a CBF, que por sua vez banca viagens, hospedagem e arbitragem da competição. 

Contraproposta
Como a CBF diz que os ganhos com os direitos de TV não cobre todos os gastos, será difícil atender essa demanda. Cientes dessa dificuldade, os cartolas solicitaram que, pelo menos, a entidade aumente o número de passagens custeadas por cada viagem, de 25 para 28. 

Novo formato
Uma terceira sugestão foi feita: ajuste na fórmula do torneio para que o mata-mata da fase final dê lugar a um quadrangular. O presidente da Federação Cearense, Mauro Carmélio, citou o caso do Fortaleza, que tem feito boas campanhas mas fica pelo caminho na “hora H”. A CBF não gostou da ideia pois haveria um aumento de de despesas. Os clubes vão debater o assunto em reuniões futuras.

 

Sunga
Neymar lança moda em tudo que usa, seja roupas, chuteiras ou mesmo o mais estranho penteado. E o craque tem se especializado em virar garoto-propaganda de cuecas e sungas. 

Ainda no Santos, o jogador foi notícia por tirar a camisa e abaixar o calção nos intervalos e finais de jogos para mostrar a cueca da Lupo, uma de suas patrocinadoras. 

Já na Copa-2014, causou polêmica ao fazer o mesmo gesto para mostrar uma sunga que pertencia à Blue Man, marca que foi notificada pela Fifa para retirar as imagens da internet. 

Agora, Neymar foi notícia por nadar de sunga nas férias em Ibiza. Mas o que parecia flagra de paparazzi, era na verdade uma ação de marketing. 

Dessa vez da marca Filipe Russo, que lançará em agosto uma coleção de sungas, como a de caveira usada pelo craque.

De Letra

“A paz está vencendo a guerra”

 Julio Casares, VP do São Paulo, sobre a tranquilidade da reunião do Conselho na última terça, após longo período de turbulência entre a atual diretoria e conselheiros de oposição.  



MaisRecentes

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo