Série B pleiteia junto à CBF maior valor nas cotas de TV



Dirigentes dos clubes da Série B estiveram ontem para a reunião na sede da CBF (Crédito: CBF)

Os representantes dos clubes da Série B aproveitaram a reunião de ontem na sede da CBF para reforçarem o pedido de reajuste nas cotas de TV. Uma sugestão foi estipular uma espécie de piso, ou marco, para delimitar os ganhos para os clubes da Série B. O valor mínimo a ser recebido seria 50% do valor pago para o clube que recebe menos na Série A. Em caso hipotético, se a Chapecoense recebe R$ 10 milhões, o mínimo para a Segundona seria R$ 5 milhões. Há clubes da Série B hoje que recebem R$ 3 milhões da TV.

Os escolhidos
O motivo principal da reunião dos clubes da Série B na CBF foi decidir os representantes da divisão no Conselho Técnico da entidade. Os escolhidos foram os presidentes do ABC, Rubens Dantas, e do Atlético-GO, Maurício Sampaio, que se juntam aos dirigentes de Grêmio, Atlético-PR, Corinthians, Fluminense e Atlético-MG no órgão. Dos 20 clubes da Série B, apenas Boa Esporte e Sampaio Corrêa estiveram ausentes.

Do contra
A escolha de Rubens Dantas, do ABC, para fazer parte do Conselho Técnico da CBF não agradou ao menos um dos dirigentes presentes na reunião da CBF. Segundo comentários dos que estiveram no encontro, o presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana, foi o único a votar contra.

À distância
O meia Fred não teve representantes na Colômbia para acompanhar a realização da contraprova na amostra de urina que apontou a presença de hidroclorotiazida em seu organismo durante a Copa América. O atleta da Seleção contratou dois escritórios de advocacia para cuidar do caso – Quagliani e Bichara & Motta – e ontem entrou em campo pelo Shakhtar Donetstk, no jogo da fase preliminar da Liga dos Campeões, contra o Fenerbahçe. Não há previsão para divulgação do resultado do teste.

Na espera
A definição do campeão catarinense de 2015 se arrastará por mais de uma semana no STJD. Como o Joinville entrou com embargo contra a decisão do Pleno do Tribunal por lhe tirar quatro pontos por escalação irregular e definir o Figueirense como campeão, o assunto será rediscutido na corte. O relator Flavio Zveiter já recebeu as contrarrazões mas, apesar de poder resolver a questão sozinho, submeterá o caso novamente ao Pleno. Ele colocará na pauta dia 6 de agosto.

Encontro adiado
Previsto para ocorrer neste mês para discutir a criação de uma associação, a reunião de executivos de marketing dos clubes não ocorreu por falta de data em comum entre os diretores. Liderada por Bernardo Pontes (Vasco), a iniciativa de criar a entidade visa profissionalizar a área e evitar que o cargo fique ligado à política dos clubes.

Sócio-torcedor
O Bahia lançará no final de agosto seu novo programa de sócios cujos preços irão considerar três características: local, sexo e idade. Terão descontos, por exemplo, torcedores que moram fora de Salvador, mulheres e menores de idade. A mensalidade normal custará R$ 40 reais, e possibilitará a compra de ingressos pela metade do preço.
Nos ares
Desde que Celso Barros parou de investir no Fluminense da Unimed, o clube tem contado com os esforços de um novo empresário para ajudar em suas atividades.

O “parceiro” da vez nas Laranjeiras é o VP Pedro Antônio Ribeiro da Silva, que já ajudou o Flu financeiramente mas que tem se destacado por ajudar nos diversos afazeres no clube. O Tricolor, entretanto, não é sua única paixão.

Ribeiro da Silva é dono da Banana Air, empresa de táxi aéreo que conta com dois aviões: um jato executivo Phenom 100 e um turbo hélice Cessna. O jato, inclusive, já foi utilizado em várias filmagens de novelas e programas da Rede Globo.

Com o mercado de aviação executiva em alta, o dirigente já pensa em aumentar a frota de sua empresa com um jato Phenom 300, cujo preço é de cerca de R$ 30 milhões.
De Letra

“O evento está em banho-maria mas as conversas sobre a associação no Whatsapp estão a todo vapor”

Jorge Avancini, diretor de marketing do Bahia, sobre o grupo de executivos de marketing que pretende montar uma associação para a categoria.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo