São Paulo renegocia contratos para aliviar a crise financeira



Novo CEO do São Paulo, Alexandre Bourgeois está à frente das renegociações de contrato do clube

Em crise financeira, o São Paulo tenta renegociar contratos com parceiros e prestadores de serviços para aliviar as contas do clube. Pelo menos cinco acordos estão sendo discutidos atualmente, entre eles o da fornecedora americana de material esportivo Under Armour, que passou a vigorar no último mês de abril e é foco de discussão entre a atual diretoria e grupos de oposição por conta da comissão paga à empresa Far East, que intermediou o negócio.

Além do contrato com a empresa americana, o São Paulo renegocia os acordos feitos com rede de fast-food Habib’s, com a fornecedora de catracas Smartmov e com o escritório de advocacia AMVO. A iniciativa do clube foi descrita como uma “reengenharia financeira” e tem à frente o executivo Alexandre Bourgeois, que assumiu o cargo de CEO do São Paulo há um mês.

Sem dinheiro para honrar os compromissos financeiros, a renegociação dos contratos foi a saída encontrada pela equipe de Bourgeois para reduzir o déficit do clube do Morumbi atualmente. Além de melhores condições para acertar os acordos, a renegociação envolve ainda tentativas de alterar as cláusulas já firmadas, como a exclusividade que a rede Habib’s tem na comercialização de alimentos dentro do Morumbi.



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo