Superclássico das Américas é suspenso: nada de Brasil x Argentina



O Superclássico das Américas não vai acontecer em 2015. A partida entre Brasil x Argentina, prevista para o dia 5 de setembro, em San Francisco, na Califórnia, não será confirmada pela CBF diante da dificuldade de atuação por parte da metade hermana da organização, a empresa Full Play, cujos donos Hugo e Mariano Jinkis, estão presos graças às denúncias do FBI de um esquema de propina na Conmebol e Concacaf.

Com a suspensão do jogo deste ano, o contrato foi prorrogado por mais um ano (vai até 2020).

– Foi uma decisão que a AFA tomou e comunicou a CBF, mas vai ter um ano a mais de Superclássico. A coisa tem que estar palatável para todo mundo. Se está desconfortável para alguém, é melhor não acontecer – disse o empresário Kleber Leite, da Klefer, a empresa que organiza o Superclássico pelo lado brasileiro e também é um dos suspeitos investigados pela Justiça Americana.

Agora, a Pitch International, empresa inglesa que organiza os amistosos da Seleção Brasileira, vai ter que procurar um novo adversário para a equipe de Dunga. No dia 8, o Brasil já vai enfrentar os Estados Unidos, em Boston.

Em 2013, o Superclássico também foi suspenso. Só que por falta de datas no calendário. Na época, os jogos não eram marcados em datas Fifa.



MaisRecentes

Vice geral do Flamengo minimiza discussão com colega de diretoria



Continue Lendo

Presidente eleito da Federação Mineira vê clubes de BH no mesmo nível de SP e RJ



Continue Lendo

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo