Romário irá presidir a CPI da CBF



Romário foi o autor do requerimento para a CPI da CBF ser instaurada no Senado

Por aclamação, o senador e ex-jogador Romário (PSB-RJ) foi o escolhido para presidir a comissão que ficará responsável em investigar as irregularidades na CPI da CBF, projeto que ele mesmo conseguiu instaurar no Senado, há dois meses. Já o senador Romero Jucá (PMDB-PE) será o relator da comissão.

Romário já vinha pleiteando a relatoria ou a presidência da comissão junto às lideranças de PMDB e PT, partidos que tinham a preferência na escolha dos cargos por terem as maiores bancadas no Senado.

A comissão terá 11 membros titulares e oito suplentes. A CPI terá os próximos 180 dias para investigar possíveis irregularidades em contratos para a realização de partidas da Seleção Brasileira e de campeonatos organizados pela CBF, além da realização da Copa das Confederações em 2013 e da Copa do Mundo de futebol de 2014.

OS TITULARES:

Humberto Costa (PT/PE)
Zezé Perrella (PDT/MG)
Donizeti Nogueira (PT/MG)
Eunício Oliveira (PMDB/CE)
Romero Jucá (PMDB/RR)
Omar Aziz (PSD/AM)
Álvaro Dias (PSDB/PR)
David Alcolumbre (DEM/AP)
Romário (PSB/RJ)
Fernando Collor (PTB/AL)
Ciro Nogueira (PP/PI)



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo