Mesmo em crise, Petrobras investe R$ 3 mi em time de atletas olímpicos



Marca da Petrobras será estampada no uniforme de atletas de alto rendimento, como o da judoca Mayra Aguiar

A Petrobras lança hoje seu time formado por 25 atletas de alto rendimento visando conquistas de medalhas nas competições até a Rio-2016. Entre os selecionados há desde atletas veteranos (Serginho, do vôlei) como jovens (Flávia Saraiva, ginástica) e atletas paralímpicos (Daniel Dias, natação). A escolha do time contou com assessoria técnica do COB e do Ministério do Esporte. “Após investir em estrutura e formação de atletas, agora é a vez dos resultados”, diz Diego Pila, gerente de patrocínio da empresa.

Contra a crise
A Petrobras destinará R$ 3 milhões dos R$ 19,8 milhões que serão investidos no esporte olímpico até 2016. A gestão administrativa da verba do Time Petrobras será feita pela Adriana Del Negro Ltda, empresa da ex-jogadora de vôlei que foi medalhista de prata nos Jogos de Atlanta, em 1996. “Essa ação é importante em momentos de crise de imagem e reputação como a que enfrentamos agora”, afirma Pila.

Retorno
Como contrapartida desse apoio, a Petrobras terá sua marca exibida nos uniformes de treino e de competições dos atletas. Além disso, poderá usar suas imagens em ações publicitárias e contar com a participação deles em eventos.

Está de acordo
Em sua passagem por Brasília nesta semana para acompanhar a votação da MP do Profut no Congresso, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, comentou sobre o Projeto de Lei (PL) que altera o sistema de votos nas federações com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. E diz que o parlamentar está disposto a colocar o PL apresentado pelo deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) para ser discutido em plenário. Segundo o dirigente, a iniciativa é importante para saber quem são os deputados que são contra a medida.
Insatisfeito
Presidente da Comissão que analisou o texto da MP do Profut, o senador Sérgio Petecão (PSD-AC) não gostou das mudanças no documento durante o seu trâmite pela Câmara.

Segundo o parlamentar, as medidas já haviam sido muito discutidas na Comissão por todos os envolvidos sobre o assunto, como clubes, atletas, entidades e o próprio governo.

– Infelizmente, um grupo pequeno de deputados a serviço não sei de quem, não ficou satisfeito e alterou o texto – afirmou Petecão, ressaltando que o ocorrido faz parte do regimento do Congresso.

Após ser lida na última quarta no plenário do Senado, o texto da MP do Profut será analisado pelos senadores na próxima terça-feira, 14.

Apesar do prazo apertado, o senador acredita que a MP será aprovada até o próximo dia 17, quando o texto perde sua validade.
De Letra

“Vamos ter nas mãos a possibilidade de mudar a cara do futebol brasileiro”

Romário, senador e ex-jogador de futebol, sobre a CPI da CBF, que poderá ser instalada já nos próximos dias.



MaisRecentes

Promotor vê cessão de ingressos como incentivadora da violência das torcidas



Continue Lendo

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo