Ataque ao presidente da Câmara sobra até para o Fluminense: ‘Quando perde, vai para o tapetão’



Em meio ao ataque da bancada do PT ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rolou até uma provocação ao Fluminense na sessão desta quarta-feira.

– Se esse plenário fosse o Brasileirão, o deputado Eduardo Cunha seria o Fluminense. Quando perde, não aceita e vai para o tapetão – disparou o deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

A declaração foi uma crítica à manobra da presidência de tentar votar novamente a redução da maioridade penal, que já tinha passado pela Casa na noite de terça e foi derrotada.

A expectativa é que, depois da queda de braço sobre a maioridade penal, seja lido o texto da MP 671, que passou por ajustes nesta quarta.

Paulo Pimenta cornetou o Flu de tabela (Foto: Agência Câmara)



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo