Ataque ao presidente da Câmara sobra até para o Fluminense: ‘Quando perde, vai para o tapetão’



Em meio ao ataque da bancada do PT ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rolou até uma provocação ao Fluminense na sessão desta quarta-feira.

– Se esse plenário fosse o Brasileirão, o deputado Eduardo Cunha seria o Fluminense. Quando perde, não aceita e vai para o tapetão – disparou o deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

A declaração foi uma crítica à manobra da presidência de tentar votar novamente a redução da maioridade penal, que já tinha passado pela Casa na noite de terça e foi derrotada.

A expectativa é que, depois da queda de braço sobre a maioridade penal, seja lido o texto da MP 671, que passou por ajustes nesta quarta.

Paulo Pimenta cornetou o Flu de tabela (Foto: Agência Câmara)



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo