Conmebol recua e só vai julgar Jara se uruguaios denunciarem



Apesar da informação do boliviano Alberto Lozada de que a unidade disciplinar estava prestes a abrir procedimento para julgar o zagueiro chileno Gonzalo Jara por causa da cutucada no atacante Cavani, a posição atual da corte desportiva sul-americana é que só haverá processo contra o jogador se a Associação de Futebol do Uruguaio fizer uma denúncia formal ao tribunal.

Até o momento, segundo informou um dos membros da corte, não chegou qualquer documento da AUF. A posição do Tribunal Disciplinar e essa porque nunca houve caso de procedimento instalado de ofício por imagem, ao contrário, por exemplo, do que acontece no brasileiro STJD. Um membro da Conmebol explica que a corte não quer parecer “causuísta”.

 



MaisRecentes

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Técnico brasileiro Milton Mendes renova mais alta licença da Uefa para técnicos



Continue Lendo