Conmebol recua e só vai julgar Jara se uruguaios denunciarem



Apesar da informação do boliviano Alberto Lozada de que a unidade disciplinar estava prestes a abrir procedimento para julgar o zagueiro chileno Gonzalo Jara por causa da cutucada no atacante Cavani, a posição atual da corte desportiva sul-americana é que só haverá processo contra o jogador se a Associação de Futebol do Uruguaio fizer uma denúncia formal ao tribunal.

Até o momento, segundo informou um dos membros da corte, não chegou qualquer documento da AUF. A posição do Tribunal Disciplinar e essa porque nunca houve caso de procedimento instalado de ofício por imagem, ao contrário, por exemplo, do que acontece no brasileiro STJD. Um membro da Conmebol explica que a corte não quer parecer “causuísta”.

 



MaisRecentes

Rodrigo Caetano surge como opção caso Alexandre Mattos deixe o Palmeiras



Continue Lendo

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo