‘Bancada da bola’ ligada à CBF deve apresentar quatro mudanças para o relatório da MP do Profut



Os parlamentares que estão em linha com as propostas da CBF para mudar o conteúdo da MP do Profut devem tentar a retirada de quatro medidas do relatório que está previsto para ser votado às 17h pela Comissão mista que analisa a proposta.

Os quatro pontos são: limite de 70% do orçamento dos clubes para o departamento de futebol, tornar a Seleção Brasileira um Patrimônio Cultural, controle de déficit no refinanciamento apresentado e redução de inelegibilidade para dirigentes que forem afastados de 15 para 10 anos.

As horas que antecederam a votação do relatório da Medida Provisória (MP) do Profut foi de muita indecisão em relação ao número de parlamentares presentes à reunião que votará o documento. Para o texto ser aprovado, são necessários um total de 14 votos sendo sete senadores e sete deputados que compõem a Comissão mista que analisa da MP. O medo dos parlamentares era em relação a um novo boicote por parte da “bancada da bola” ligada à CBF.

E MAIS:
Mesmo com ressalvas, deputados creem em aprovação de texto do Profut
– Exclamações do Editor: O relatório do Profut não decepcionou
– Peter Siemsen desabafa: ‘A MP é dura, mas não muda o modelo de gestão’



MaisRecentes

Mau desempenho do time afeta Maurício Galiotte no comando do Palmeiras



Continue Lendo

Possibilidade de apoio de Euriquinho gera desconforto no grupo Sempre Vasco



Continue Lendo

Filho de Cristiano Ronaldo pode atuar em competição de base no Brasil



Continue Lendo