Procurador do STJD foi ‘salvo pelo gongo’ de investigação sobre venda de ingressos da Copa



Por Igor Siqueira

O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, só escapou de uma investigação mais funda sobre a possível venda de ingressos da Copa-2014 porque a polícia estava correndo contra o tempo para fechar o inquérito e prender  a quadrilha enquanto estava no Brasil. Schmitt começou a ser grampeado na reta final da investigação e não houve tempo para colher provas que o incriminassem. Da quadrilha, é certo que ele não fez parte. A polícia notou que, após o grampo, Schmitt passou a falar menos.

Segundo o delegado Fábio Barucke, que comandou a operação de prisão da máfia dos ingressos, Paulo Schmitt diminuiu o volume de conversas porque ficou sabendo pela imprensa que o escândalo tinha estourado. Em uma das conversas, diz Barucke, Schmitt chegou a soltar a frase: “Que tragédia o que está acontecendo”, referindo-se às prisões. O fato de Schmitt ter sido grampeado foi noticiado pela ESPN. O STJD tem um código de ética. Ainda que houvesse provas contra Schmitt, o texto não se aplicaria a ele porque foi feito para os auditores, segundo o presidente do Tribunal, Caio Rocha.



  • Thales

    Paulo Schmitt, a torcida o Florzão te ama!

  • Carlos pitanga

    Não existe isso,ele poderia ser presidente do Brasil e assim mesmo tem que ser investigado e punido se for comprovado seu envolvimento.é um absurdo,há provas suficientes pra abrir investigação e nada é feito,desanimador

  • Carlos pitanga

    Nunca fui com a cara dele,ainda dão respaldo para pra esse tipo de gente e esse stjd que não vale nada

  • Eduardo

    Paulo Shmidt é um canalha? As investigações no Brasil são mera conveniência? O stjd é uma fraude? A polícia brasileira é corrupta, incompetente e não confiável? A imprensa brasileira é igualmente corrupta e incompetente e igualmente age por conveniência? dããã

MaisRecentes

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo

Licitação dará destino a direitos da Copa América que eram da Datisa



Continue Lendo