Palmeiras sofre ação de conselheiro do Corinthians por venda de jogador



Ação contra o Palmeiras é movida pelo empresário e conselheiro corintiano, Fernando Garcia

Ação contra o Palmeiras é movida pelo empresário e conselheiro corintiano, Fernando Garcia

O empresário Luis Fernando Garcia, que é conselheiro do Corinthians, entrou com uma ação contra o Palmeiras para que o clube apresente os documentos da negociação do jogador Jean Carlos, que em 2013 se transferiu para o São Bernardo. A iniciativa de Garcia visa saber o valor envolvido na transferência já que detém 40% dos direitos econômicos do jogador através da empresa Luis Fernando Assessoria (LFA). Segundo processo que corre no TJ-SP, o clube tem 15 dias para apresentar os documentos.

Valores em jogo
Após ser notificado extrajudicialmente para apresentar a documentação, o Palmeiras alegou que a negociação de Jean Carlos não gerou “qualquer benefício econômico”. Entretanto, a LFA inseriu no processo o valor de mercado do jogador avaliado pelo site Transfermarkt, que é de 250 mil euros (cerca de R$ 850 mil). Caso esse valor seja real, o empresário terá direito a cerca de 100 mil euros (R$ 340 mil) no negócio.

Não cumpriu
O contrato entre Luis Fernando Garcia e o Palmeiras foi assinado em 2010 e nele ficou acertado que qualquer transferência do atleta precisava ter o aval de ambas as partes, o que não ocorreu. Caso a transferência do jogador não tenha envolvido valores, em uma possível rescisão de contrato, o empresário irá cobrar uma multa que pode chegar a 5 milhões de euros (R$ 17 milhões).

Sem custos
Diferentemente de outros atletas emprestados, o Corinthians não pagará parte do salário do lateral Guilherme Arana, que atuará até o final do ano pelo Atlético-PR. No clube paulista, o atleta recebia cerca de
R$ 25 mil. O jogador também despertou o interesse do Atlético de Madri para atuar na equipe B, mas nesse caso o Corinthians teria que pagar metade dos ganhos do atleta.

Para a reforma
O conselheiro do Fluminense Paulo Cesar Soares, o PC, rebateu as críticas feitas à estrutura atual do clube pelo ex-presidente Roberto Horcades. Segundo o conselheiro, com o salário de US$ 300 mil (cerca de R$ 900 mil) que é pago ao argentino Alejandro Martinuccio, contratado na gestão de Horcades e que não é nem aproveitado no time, daria para fazer uma grande reforma nas Laranjeiras, sede do clube.

Sem funções
Ainda de acordo com PC, muitos problemas têm ocorrido no Fluminense pois o Conselho Deliberativo não tem cumprido as funções que lhe cabem dentro do clube. “Hoje, se tem um presidente de direito e um de fato dentro do Conselho do Fluminense”, afirmou o conselheiro, sobre a falta de atuação de Marcus Vinícius Bittencourt, atual presidente do órgão tricolor.

Negócio da China
O Brasil enviará 40 atletas do badminton e do tênis de mesa para treinar na China visando o Rio-2016. O acordo foi assinado ontem, em Brasília, pelo ministro do Esporte, George Hilton, e pelo ministro do comércio chinês, Gao Hucheng. Apesar da iniciativa visar a preparação dos atletas brasileiros, o custo de R$ 1,7 milhão do intercâmbio será pago pelo governo chinês.

Cartadas
Engana-se quem pensa que a preparação de um jogador de pôquer se dá apenas sentado na mesa jogando cartas.

Determinado em buscar o bicampeonato da World Series of Poker (WSOP), o campeonato mundial da modalidade, o brasileiro André Akkari tem passado por uma rotina que se assemelha à de um atleta.

Além de muito estudo de jogadas, Akkari tem realizado atividades físicas e sempre com uma alimentação balanceada para chegar bem para a competição.

– Voltei a jogar pôquer como nunca e meus últimos resultados demonstram o desejo de buscar esse título – diz o brasileiro, que conquistou premiação em todos os torneios deste ano.

O principal deles, no EPT Monte Carlo, em Mônaco, Akkari ficou em 23 lugar de um total de 564 jogadores, garantindo um prêmio de R$ 137 mil.

De Letra

“Se deixar jogando só nos clubes, nunca estaremos preparados para ganhar da Alemanha”

Oswaldo Alvarez, técnico da Seleção Brasileira feminina de futebol, sobre o baixo nível técnico da modalidade no Brasil.



MaisRecentes

Zagueiro Felipe Santana, ex-Atlético-MG, pode ir para o futebol alemão



Continue Lendo

Investimento milionário na Granja Comary incomoda dirigentes de clubes da Série A



Continue Lendo

Cargos de vice-presidentes têm gerado desconforto entre grupos políticos no Vasco



Continue Lendo