‘Dividir a cota de TV não faz sentido nenhum’, diz Bandeira de Mello



Para presidente do Flamengo, contrato não pode ser regulado por lei como propõe emenda para a MP do Profut

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, rebateu a emenda que propõe uma melhor divisão dos direitos de transmissão dos jogos recebidos pelos clubes. O clube carioca é o que mais fatura na área no país e recebeu R$ 115 milhões em 2014. O rival Botafogo, por exemplo, levou R$ 48,6 milhões. “Isso não faz o menor sentido, pois não pode ser regulado por lei”, diz o dirigente. Uma nova divisão das cotas de TV foi proposta para entrar na MP do Profut pelo deputado Mendonça Filho (DEM-PE).

Divisão mais justa
De acordo com a emenda do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), 50% da verba total dos direitos de transmissão seria dividida entre todos os clubes da competição, 25% conforme a classificação do torneio anterior e os 25% restantes divididos proporcionalmente à média de audiência dos times. Em sua justificativa, o parlamentar diz que no Brasil, a divisão das cotas de TV é “demasiadamente injusta e excludente”.

Exemplo europeu
Apesar do presidente do Flamengo afirmar que a divisão dos direitos de TV não pode ser regulada por lei, o governo espanhol aprovou há duas semanas um decreto que abrange a melhor venda dos direitos de conteúdos audiovisuais de todos os torneios no país, o que reduzirá a grande diferença recebida por Real Madrid e Barcelona frente os adversários. “Não é justo que uma legislação determine o quanto devo receber de um acordo”, diz Bandeira de Mello.

Negociação
O presidente do Vitória, Raimundo Viana, se reunirá hoje, às 14h, com diretores do Corinthians no CT Joaquim Grava, em São Paulo. Na pauta do encontro vão discutir ao menos dois jogadores que o clube baiano está interessado para reforçar a equipe para a disputa da Série B do Brasileiro e que não fazem parte dos planos do técnico Tite.

Dando resultado
Reformulado há pouco mais de um mês, o novo programa de sócio-torcedor do Fluminense atingiu ao longo de abril 1,7 mil novos associados, levando o clube carioca aos atuais 25 mil associados. Até março deste ano, os torcedores do time tinham apenas uma opção de plano para ser sócio do clube e com a mudança passaram a ter cinco opções de planos junto ao Tricolor.

Nas redes sociais
Segundo Marcello Gonçalves, vice-presidente de marketing do Fluminense, o antigo programa de sócios que disponibilizava apenas uma opção de plano estava “saturado”, e a expectativa com o novo modelo é chegar aos 40 mil associados até o final deste ano. “Vamos fazer uma grande divulgação do novo programa utilizando principalmente as redes sociais”, afirmou Gonçalves.

Crise no Bugre
Em grave crise financeira, o Guarani é atualmente o 7 clube do futebol brasileiro que mais deve à União, com R$ 102,4 milhões. No estado de SP, o time de Campinas só fica atrás do Corinthians, cuja dívida com o governo é de R$ 151,3 milhões. Além do time paulista, Atlético-MG, Inter e os 4 grandes do RJ também estão à frente do Guarani.

Perícia
Após uma análise preliminar de peritos nesta semana no prédio administrativo do Palmeiras, foi constatada a possibilidade de haver problemas estruturais no local.

Por conta dessa primeira análise, os profissionais voltaram ontem para fazer uma avaliação mais aprofundada para saber se o problema realmente existe e qual o grau dos danos em sua estrutura.

Conselheiros do clube estão preocupados com o fato pois na próxima segunda-feira, dia 18, está marcada a reunião do Conselho Deliberativo para ocorrer no prédio e são esperados 200 dirigentes palmeirenses.

Procurado pela coluna, o Palmeiras informou, por meio de sua assessoria, que não irá se pronunciar pois esse é um assunto interno e que está no processo de arbitragem que ocorre entre o clube a construtora WTorre.

De Letra

“Antes atuavam só nos bastidores e agora estão entrando em campo”

Otávio Leite, deputado federal pelo PSDB-RJ e relator da MP do Profut, ressaltando a mudança na atuação da nova gestão da CBF.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo