Oposição do Vasco faz estudo para aprimorar programa de sócio-torcedor



Vasco tem a 5ª maior torcida do país e apenas o 13º maior programa de sócios entre os clubes de futebol

O grupo de oposição Cruzada Vascaína realizou um estudo para aprimorar o programa de sócio-torcedor do Vasco e pretende apresentá-lo a conselheiros, diretores e torcedores do clube após o término do Carioca. A avaliação do grupo é que o plano atual é fraco e não gera retorno ao Vasco, que tem a 5 maior torcida do país mas apenas o 13 maior programa de sócios do Brasil, com cerca de 16 mil inscritos. Além de uma maior variação de planos, o estudo prega ações fora do Rio, onde estão mais de 70% dos vascaínos.

Sem retorno
Na semana passada, o grupo de oposição do Vasco iria se encontrar com o VP de marketing do clube, Marco Antônio Monteiro, para apresentar o estudo mas a reunião foi desmarcada na véspera. Conselheiros ainda tentaram remarcar mas o dirigente vascaíno não atendeu as ligações. Segundo representante da Cruzada Vascaína, a atual gestão “sempre leva para o lado político” quando questões técnicas importantes são debatidas. O estudo tem um total de 50 páginas.

Quem leva mais?
Na esteira dos debates sobre a arrecadação de clubes e federações, o consultor de marketing e gestão esportiva Amir Somoggi realizou um levantamento que aponta que 85% dos R$ 3,8 bilhões movimentados no futebol em 2013 devem-se aos 24 maiores clubes. Os 15% restantes correspondem às 8 maiores entidades estaduais além da CBF, que somam R$ 551 milhões do total.

Força de sobra
Na relação entre o quanto arrecada as entidades dentro do total movimentado no estado, a Federação Pernambucana é a que tem a maior fatia com 5,7% do total, seguida das federações Baiana e Paulista, com 3,8% e 3,7%, respectivamente. “Não há dúvidas que se os clubes quiserem mudam radicalmente o atual cenário do nosso futebol”, conclui Somoggi.

Rivalidade em MG
Após o rival Cruzeiro classificar como “desastroso” o fato da Federação Mineira ter antecipado para sábado o segundo jogo da semifinal por conta do jogo pela Libertadores, na próxima terça, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, defendeu a atitude da entidade. “Quiseram mudar a arbitragem e deu errado. Temos que respeitar a Federação e seguir o que foi previamente decidido”, disse o dirigente.

Apito padrão
A Liga Futsal espera uma maior padronização na interpretação das regras pelos árbitros este ano. Tanto que a entidade realizou um workshop sobre os conceitos de arbitragem para os 45 juízes que irão apitar no torneio, que teve início ontem. O evento foi realizado no mês passado, em São Bernardo do Campo. “Em cada estado tínhamos uma interpretação e queremos diminuir essa diferença”, diz Guilherme Palhinha, diretor da Liga.

Estatísticas
Uma das novidades da Liga Futsal para este ano será o Observe Center, sistema que colhe dados em tempo real tanto de um único jogador quanto da equipe para serem utilizadas pelos treinadores. A ferramenta foi trazida de Portugal pela organização do torneio com licença de uso por uma temporada.

Intimidade
O ginásio Panela de Pressão, do Noroeste de Bauru, foi penhorado no final de 2014 após ação do zagueiro Gabriel Bordin, o Magrão, que tem um crédito de R$ 50 mil na Justiça. A dívida trabalhista do clube, entretanto, é de R$ 1,2 mi.

Há uma semana, o Noroeste pediu a suspensão do processo e o parcelamento da dívida em 5 meses, além de depositar R$ 20 mil.

Apesar de corresponder a apenas 30% de uma das ações, a Juíza Ana Cláudia de Lima aceitou o pedido e suspendeu o processo, o que levantou suspeitas de favorecimento ao Noroeste.

O Sindicato dos Atletas fez uma investigação e comprovou que a Juíza possui “amizade íntima e pessoal” com Toninho Gimenes, gestor e conselheiro vitalício do clube. A entidade pediu o afastamento e suspeição da Juíza no processo.

De Letra

“Apoiamos tudo o que os clubes propuserem para a melhoria do esporte”

George Hilton, ministro do Esporte, sobre a possibilidade dos clubes de futebol criarem uma liga para gerir os campeonatos, em evento ocorrido ontem, no Morumbi.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo