Arena Corinthians fica fora da venda de ingressos para os Jogos Rio-2016



Arena Corinthians ainda não está confirmada nos Jogos Rio-2016 por conta de imbróglio entre Corinthians e Prefeitura de São Paulo

O Comitê Rio 2016 inicia hoje o cadastramento para concorrer aos ingressos para o evento. Mas quem se interessar por assistir jogos de futebol em São Paulo não conseguirá se inscrever. É que, apesar da Arena Corinthians integrar a lista dos sete estádios divulgados pelo Comitê Olímpico da Fifa, há duas semanas, o local ainda não está garantido nos Jogos por conta de um imbróglio entre o clube paulista e a prefeitura de SP em relação ao pagamento dos custos que a Arena terá para receber as partidas.

Para ver os Jogos
A abertura do cadastramento para os interessados em adquirir ingressos para os Jogos Rio 2016 ocorrerá hoje, às 14h. O período para se candidatar às entradas do evento irá até o final de abril com um total de 7,5 milhões de ingressos disponíveis para as competições das 41 modalidades olímpicas. Antes do início dos cadastros, às 11h, o Comitê Rio 2016 realizará uma coletiva online para dar os detalhes do processo.

Sem saída
O impasse em rescindir o contrato com o atacante Kléber Gladiador tem atrapalhado os planos do Grêmio de reduzir sua folha salarial. Atualmente, as despesas com os jogadores somam R$ 6,2 milhões mas a intenção do clube é atingir R$ 4,7 milhões até 2016. O salário do atleta ultrapassa os R$ 600 mil e a diretoria gremista se diz “pessimista” em relação à uma rescisão do contrato do jogador, que vai até 2016.

MP resumida
A empresa de auditoria e consultoria BDO Brazil criou uma cartilha com os principais pontos do conteúdo da MP do Profut. No documento, a empresa detalha os pontos necessários para um clube aderir ao programa do governo, resume as obrigações para clubes grandes e pequenos, e dá exemplos do parcelamento de débitos em relação às duas condições propostas, de 120 e 204 parcelas.

Requisitado
O material da BDO Brazil foi desenvolvido para alguns deputados federais que estão envolvidos no debate do conteúdo da MP no Congresso. Pela facilidade de compreender as medidas inseridas no texto da MP, outros parlamentares e até mesmo representantes do governo enviaram emails solicitando o recebimento da cartilha.

Sem fala
A fabricante de relógios Magnum tem há décadas uma relação estreita com o Guarani. A empresa foi patrocinadora do time na década de 90 e até ajudou o clube a pagar salários atrasados, em 2014.

No penúltimo leilão do estádio Brinco de Ouro, no ano passado, a Magnum foi a vencedora com uma proposta de R$ 44,4 milhões. Entretanto, a compra foi anulada pela Justiça, que considerou o valor muito abaixo do estimado para o local.

Ontem, foi realizado uma audiência que definiu a compra do estádio do Guarani pela empresa gaúcha Maxion Empreendimentos Imobiliários, por R$ 105 milhões.

Procurado pela coluna para comentar a venda do Brinco de Ouro, o presidente da Magnum, Roberto Granziano, se limitou a dizer que “não estava com cabeça para falar sobre o assunto”.

De Letra

“Creio que é um erro pois o governo fez um trabalho amplo para modernizar o futebol brasileiro”

Orlando Silva, deputado federal pelo PCdB, sobre um grupo de parlamentares apresentar um substitutivo à MP do governo para resgatar o conteúdo da LRFE.



  • TIAGO PEREIRA GUEDES

    GOSTARIA DE SABER DA DIRETORIA DO CORINTHIANS QUEM PODE CHEGAR PARA REFORCAR O TIME NO CAMPEONATO BRASILEIRO

MaisRecentes

Ana Paula Oliveira vê árbitro de vídeo como ajuda e confia em bom treinamento



Continue Lendo

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo