Após ação do governo, votação da LRFE fica para a semana que vem



Deputados têm até o próximo dia 11 para apresentar emendas ao texto da LRFE

Prevista para entrar na pauta da Câmara nesta terça, 3, a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE) só será debatida no plenário no próximo dia 11. Neste período, os parlamentares poderão apresentar emendas ao texto original da medida. O adiamento da votação é uma vitória do governo, que tem uma Medida Provisória (MP) para o esporte sendo elaborada simultaneamente. Na última quinta-feira, 26, após a aprovação da LRFE para entrar com urgência na pauta da Câmara nesta semana, o governo colocou uma comissão formada por representantes dos ministérios do Esporte, Casa Civil e Relações Institucionais para conversar com os deputados e aproximá-los de sua iniciativa que está prevista para ser lançada ainda neste mês.

Novas medidas
Apesar do adiamento da votação da LRFE, o deputado Otávio Leite, relator do projeto, diz que o texto “teve avanços importantes” e que a expectativa é a de que muitas emendas sejam apresentadas pelos parlamentares até o documento voltar para a pauta do plenário. Entre as emendas previstas, Leite diz que uma delas terá um peso maior pois será feita por um grupo de deputados e que abrangerá do fair play financeiro à comissão que fiscalizará as medidas.

Na agenda
Deve ocorrer no próximo dia 5 de agosto o lançamento do Pacto Setorial do Esporte, iniciativa de empresas públicas e privadas que investem no esporte por mais transparência nas ações por parte das entidades esportivas. A data escolhida não é por acaso: faltará um ano para o início dos Jogos Rio 2016. Até o momento, cerca de 20 empresas já fazem parte do projeto, entre elas Ambev, Itaú, Banco do Brasil e Pão de Açúcar.

Em andamento
Questionado sobre a divulgação da Medida Provisória (MP) que está sendo elaborada pelo governo, o ministro do Esporte, George Hilton, diz que não há uma data definida mas que “será nos próximos dias”. E que no momento, a comissão responsável pela MP está definindo o modelo de fiscalização das medidas.

De olho no mercado
Mesmo com a campanha invicta no Carioca, com seis vitórias em sete jogos, o Botafogo pretende fazer novas contratações até maio. Apesar de estar satisfeita com os resultados até o momento, a diretoria do clube tem avaliado o mercado de atletas pois entende que precisa reforçar seu elenco para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Contratos curtos
Os jogadores que chegarem ao Botafogo devem ter contrato até dezembro, assim como a maioria dos atletas que chegaram este ano. O acordo de curto prazo é uma forma da diretoria ter facilidade para se desfazer de jogadores que não derem certo no clube. Apesar de ter enxugado a folha salarial, os dirigentes apontam que os gastos continuam altos por ter que arcar com contratos feitos na gestão anterior.

Tudo vermelho
Patrocinador máster do Jogo das Estrelas do NBB neste fim de semana, em Franca, o Bradesco irá mudar as cores tradicionais do ginásio Pedrocão, onde ocorrerá o evento. O amarelo das escadas e muretas das arquibancadas e o azul do garrafão e laterais da quadra ganharão as cores do banco, o vermelho. Além da cor, todas as atividades levarão a sigla “BRA” das ações de marketing do banco no esporte.

Lamaçal

O Palmeiras estreia hoje na Copa do Brasil enfrentando o Vitória da Conquista, da Bahia. Entretanto, seu principal adversário não deve ser a equipe baiana, mas sim o local onde jogará.

O gramado do estádio Lomanto Júnior é de 1992 e as chuvas recentes na região transformaram o local em um verdadeiro lamaçal. Tanto que ontem foram feitas reformas às pressas para amenizar os problemas.

– A questão do gramado é que tem chovido muito e ocorreram dois jogos aqui recentemente que deixaram o campo um pouco castigado – afirmou Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF).

Apesar dos problemas, Ednaldo garante que o estádio terá em condições para o jogo de hoje.

– Queremos dar todas as condições para que haja um grande espetáculo – disse o presidente da FBF.

De Letra

“A MP é a solução mais eficaz e imediata para resolver os problemas dos clubes”

George Hilton, ministro do Esporte, ao ser questionado sobre a entrada da LRFE na pauta da Câmara dos Deputados nesta semana.



MaisRecentes

Placar das finanças: Corinthians batalha para fechar 2017 perto do ‘0 a 0’



Continue Lendo

Curso de treinador sem chancela de Conmebol e Fifa liga sinal de alerta



Continue Lendo

Nabil aposta em apoio de ‘notáveis’ na eleição do Santos



Continue Lendo