Governo entra em campo para brecar LRFE



Deputados votaram a favor da retomada da LRFE na pauta da Câmara já na próxima semana

Após os deputados aprovarem ontem a retomada com urgência da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE) na pauta da Câmara, o governo resolveu atuar. Até a próxima terça-feira, 3, quando as discussões sobre o projeto de lei devem se iniciar no Congresso, um time formado por representantes do Ministério do Esporte, Casa Civil e Relações Institucionais irá atuar para tentar brecar uma possível aprovação da LRFE.

A iniciativa abrangerá conversas e reuniões com os deputados federais, cuja grande maioria votou a favor da retomada do projeto de lei na Câmara. Foram 292 votos favoráveis e apenas 26 contra.

Na visão do governo, entretanto, essa grande diferença na votação de ontem não é parâmetro para saber se a LRFE será ou não aprovada pela Câmara. Mas entende que há a necessidade de se aproximar dos parlamentares e por isso haverá uma equipe para conversar e se reunir com os deputados até a próxima terça.

E mesmo que a medida seja aprovada pelo Congresso, ela deverá ser vetada pela presidente Dilma. O principal argumento é que o texto da LRFE é irregular ao propor mudanças nos tributos, o que não caberia ao Legislativo e sim ao Executivo.



  • lupuz

    Esse governo que entra em campo, é o mesmo que destruiu a PETROBRAS ?

  • lupuz

    Esse governo e seus apaniguados quebraram a Petrobras,roubaram mais de 80 bilhões com corrupção e outras canalhices,e querem dar exemplo com o futebol ? Divida dos clubes(todos) é de 1 bilhão e meio de reais,ou seja,o orçamento do Real Madrid para 2015.Não querem ajudar os clubes,porque ? Eu sei,querem fazer media com os intelectualoides da imprensa.

  • Rômulo

    Publiquem minhas mensagens, cambada de cagões………

MaisRecentes

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo

Novo presidente do COB tem reunião à vista com ministro do Esporte



Continue Lendo

Aposta de advogados é ‘condenação formal’ para Marin. Julgamento é aguardado por Del Nero



Continue Lendo