Auxílio a ex-jogadores de futebol é discutido em Brasília



Encontro em Brasília reuniu deputados federais e ex-jogadores como Dadá Maravilha, Raul Plassmann e Wilson Piazza.

Uma reunião ontem em Brasília envolvendo deputados e ex-jogadores debateu formas de firmar que atletas de futebol recebam aposentadoria após pendurar as chuteiras. Hoje, através da Lei Pelé, é estabelecido que 0,5% do salário dos jogadores em atividade sejam repassados à Federação de Auxilio ao Atleta Profissional (Faap), que é presidida por Wilson Piazza, tricampeão em 1970. Entretanto, o repasse não ocorre pois há o debate de que o auxílio deveria sair diretamente do cofre dos clubes.

Responsabilidade
Uma das ideias debatidas no encontro de ontem, em Brasília, foi repassar à Loteria Federal a responsabilidade em destinar a quantia aos ex-jogadores, tirando assim a questão dos atletas e clubes de futebol. A medida deve constar no novo texto da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE), que foi apresentada ontem ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e há a expectativa que entre na pauta de discussões na próxima semana.

Craques presentes
Na reunião que debateu o auxílio a ser destinado aos ex-jogadores de futebol contou com a presença de ex-atletas como Dadá Maravilha, Raul Plassmann, e o próprio Piazza, presidente da Faap. Quem esteve presente também foi o movimento Bom Senso, que foi representado pelo volante Gilberto Silva, pentacampeão com a Seleção em 2002.

Finanças em xeque
Uma projeção do impacto da LRFE nas finanças dos clubes foi feita pelo banco Itaú BBA, cuja conclusão é “preocupante”. No levantamento, que foi baseado nas diretrizes que estão sendo discutidas para a nova lei, apenas dois clubes poderão renegociar suas dívidas sem fazer grandes ajustes nos custos: Flamengo e Fluminense. Dos 12 maiores times, sete terão que fazer grandes reduções.

Visibilidade
A exposição de marcas na parte da frente dos uniformes dos times de futebol e nas duas mangas da camisa são as inserções publicitárias mais efetivas dentro do campo. Ambos os anúncios são expostos por mais de sete minutos, em média, durante a transmissão de uma partida. Esse é o resultado do estudo realizado pelo Ibope Repucom durante o Brasileirão de 2014.

Retorno
Outro levantamento do instituto de pesquisa apontou ainda que o patrocínio esportivo é um fator determinante para os consumidores escolherem um produto ou marca na hora de suas compras. Segundo o Ibope Repucom, 45% das pessoas no país levam em consideração uma marca que apoia atletas ou times em detrimento das que não possuem nenhum tipo de relação com o mercado esportivo.

Recorde de sócios
A diretoria do São Paulo aponta a Libertadores como responsável pelo grande crescimento de seu programa de sócios neste mês, quando atingiu mais de oito mil novos associados. O número é mais que o dobro do antigo recorde do programa, atingido no mês passado, com 3.640 torcedores se tornaram sócios. O maior mês de 2014 foi setembro, com 3.645 novos associados.

Peladão
Apesar de ter sido escolhido para ser uma das sedes da Copa-2014, o estado do Amazonas não aparece entre as maiores forças do futebol brasileiro.

Entretanto, o estado pode se orgulhar de ter o maior campeonato de futebol amador do mundo, o Peladão Brahma, que conta com o patrocínio da marca de cerveja da Ambev.

Realizada em Manaus, o torneio atual reuniu mais de 600 times e registrou um total de 5.090 gols em 1.559, uma média de 3,2 gols por jogo, acima da elite do futebol brasileiro.

O torneio conta com cinco categorias: Principal, Máster, Feminino Peladinho e Indígena. E a grande final será nesta quarta com o confronto entre T5/Jamaica da Compensa e Amigos da Cidade Nova, válido pela categoria principal.

O campeão leva um carro 0km e o vice R$ 3 mil.

De Letra

“É a decisão correta para o Mundial”

Luís Figo, ex-jogador e candidato a presidente da Fifa, sobre a Copa do Mundo de 2022, no Qatar, ser realizada em novembro, durante o inverno no país.



MaisRecentes

Ministério do Esporte repassa R$ 40 milhões à Prefeitura do Rio por convênio dos Jogos Olímpicos



Continue Lendo

Sem Paulo Nobre, Palmeiras decide participar de prêmio de gestão da Ambev



Continue Lendo

Tour da Arena Corinthians perto de atingir 15 mil visitantes



Continue Lendo