Copa América 2015 fracassa em patrocínios



Copa América deste ano será realizada no Chile nos meses de junho e julho

A Copa América deste ano está longe de atingir o mesmo número de patrocinadores da edição passada do torneio, que ocorreu em 2011. Faltando menos de quatro meses para o seu início, a competição conta até o momento com o patrocínio de apenas seis companhias, enquanto que há quatro anos 15 empresas fecharam parcerias com o evento. Apesar de ter comercializado todas as três cotas Platinum, a mais valorizada, todas as outras categorias ainda estão com espaços comerciais vagos.

Em aberto
Na cota Ouro, por exemplo, a segunda mais importante da Copa América, nenhum dos três patrocínios foram comercializados. Já na Prata, apenas dois espaços foram vendidos enquanto que na edição passada do torneio essa categoria contou com quatro parceiros. Não há também nenhum apoiador local para a edição deste ano contra três do torneio de 2011, que ocorreu na Argentina.

Encontro no Chile
A expectativa da organização da Copa América era ter comercializado todas as cotas até novembro do ano passado, quando foi realizado um evento voltado aos patrocinadores do torneio em Viña del Mar, no Chile, que foi chamado de Sponsorship Summit. No encontro, os executivos das empresas patrocinadores debateram as ações de marketing que poderiam realizar em conjunto para o torneio de futebol.

Otimismo
Segundo Ivan Martinho, diretor comercial da Traffic Sports, empresa responsável pela comercialização de patrocínios da Copa América, “novas empresas serão anunciadas nas próximas semanas e o resultado de 2015 promete superar consideravelmente o de 2011”. A expectativa da empresa é atingir US$ 80 milhões (cerca de R$ 230 milhões) com a venda de patrocínios para o torneio.

Receita líquida
O Corinthians bateu recorde de renda de sua Arena no jogo contra o São Paulo com uma receita bruta de R$ 3,5 milhões. Entretanto, a receita líquida do clube foi de R$ 2,1 milhões, abaixo dos R$ 2,3 milhões obtidos na primeira partida do estádio, contra o Figueirense, em 2014. E o motivo para não ter batido recorde no lucro foi a taxa de 10% (R$ 350 mil neste jogo) do total arrecadado que é paga à Conmebol.

Recordes
Realizado no último fim de semana, o Jogo das Estrelas da NBA gerou um impacto recorde de US$ 200 milhões na economia de Nova York, onde o jogo não ocorria desde 1998, segundo dados da própria liga de basquete. E mesmo sendo uma partida festiva, a audiência nos EUA foi de 27,5 milhões de pessoas e quebrou recorde na região de Nova York do grupo Turner, dono da TNT, canal que transmitiu o jogo.

Além da quadra
Durante o fim de semana do Jogo das Estrelas, quando ocorre várias atividades, mais de 150 milhões de vídeos foram vistos na internet, outro recorde do evento que reúne os maiores nomes da NBA. No total, mais de 166 mil pessoas estiveram presentes no Madison Square Garden e 1,8 mil jornalistas foram credenciados, sendo 534 estrangeiros.

Champanhe
Homem mais rico do Brasil, o empresário Jorge Paulo Lemann é fã de tênis e foi o criador do Instituto Tênis, centro de treinamento que é referência no desenvolvimento de jovens tenistas brasileiros.

Fundado em 2002, o projeto conta atualmente com 45 atletas de 6 a 18 anos, sendo que a idade limite para um jovem passar a treinar no Instituto é de 13 anos.

Em 2013, Lemann e os administradores do projeto colocaram uma meta ambiciosa para ser atingida: ter três tenistas brasileiros passando pelo número 1 do ranking da ATP em 20 anos, ou seja, até 2033.

E o empresário já afirmou que assim que o primeiro tenista do Instituto Tênis chegar ao topo do ranking mundial da modalidade, irá abrir uma garrafa champanhe para comemorar a conquista.

De Letra

“Um exame que é feito em 10 dias terá seu resultado divulgado em 24 horas”

Marco Aurelio Klein, secretário nacional para a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), sobre os exames antidoping nos Jogos Rio-2016.



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo