CBF estuda limitar transferências de técnicos no futebol brasileiro



Futuro presidente da CBF, Marco Polo Del Nero já tem projeto em mãos para limitar troca de técnicos no futebol brasileiro

Um projeto que visa limitar o número de transferências de técnicos já está nas mãos do futuro presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. A iniciativa visa dar maior estabilidade para os profissionais ao impor um limite de duas trocas por campeonato tanto para clubes quanto para os treinadores. A intenção é aproximar as transferências de técnicos às dos atletas, que têm limite de uma troca por torneio na temporada. O projeto também abrange a criação por parte da CBF de um cadastro dos técnicos brasileiros.

Dentro de casa
O projeto que regulamenta a profissão de técnico no país foi entregue a Marco Polo Del Nero por Marco Chedid, presidente do Bragantino. Segundo ele, a ideia surgiu após o clube trocar quatro vezes de treinador ao longo de 2014, duas delas involuntárias. Na primeira, Marcelo Veiga pediu demissão para treinar a Portuguesa, e Paulo César Gusmão deixou a equipe para assumir o Ceará na reta final da Série B do Brasileiro.

Mais cuidado
Ainda de acordo com Chedid, o futuro presidente da CBF já afirmou que irá estudar o caso. “Ao impor esse limite, o dirigente vai tomar cuidado na hora de contratar, cobrar planejamento e exigir compromisso”, diz ele. O Sindicato de Treinadores de Futebol também tem pleiteado alterações na área para fortalecer e criar garantias trabalhistas e prega uma garantia de seis meses para os técnicos no comando de um clube.

Preço popular
Defensor de ingressos populares, Chedid diz que a iniciativa de cobrar R$ 5 a entrada para a estreia do Bragantino no Paulistão foi um sucesso. No jogo contra o São Bernardo, dos 6,8 mil ingressos vendidos, 5,4 mil foram adquiridos no preço promocional. “Um jogo como esse é para 500 pagantes e tivemos quase sete mil”, diz o presidente do Bragantino.

Um tapete
Depois de vetar quatro dos dez estádios para o início do estadual, o presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, já estuda a utilização de grama sintética na competição do próximo ano. Entre os locais está o estádio de Feira de Santana. “A possibilidade é real e inclusive já conversei sobre esse assunto com a CBF”, diz o presidente da entidade.

Indefinição
Ainda não está claro para a Comissão Eleitoral do Corinthians os documentos que serão necessários para os sócios votarem na eleição para presidente do clube, no próximo sábado, 7. Enquanto alguns membros afirmam que é preciso levar um documento (RG ou CNH) e mais a carteira de sócio, outros dizem que os eleitores poderão votar apenas com o comprovante de associado do clube.

Pelo computador
Com inscrições abertas para sua 4edição, o curso online “Gestão Técnica no Futebol” realizado pela Universidade do Futebol deve bater recorde de inscritos este ano. Por oferecer aulas através da internet, o curso já recebeu inscrições de dirigentes esportivos de várias regiões do país, como dos estados do Acre e Rondônia. No último ano, o meia Kaká fez o curso de Milão.

À frente

Adotada pela grande maioria dos clubes brasileiros, a concentração na véspera de partidas é um dos pontos mais criticados pelos jogadores.

Há treinadores no país que, dependendo da importância dos jogos, pregam pelo confinamento de até dois dias dos atletas.

Na Europa, entretanto, é comum os atletas se apresentarem horas antes do início da partida no próprio estádio quando a partida é em casa.

Ontem, o Fluminense deu um importante passo para mudar a visão dos dirigentes e treinadores.

Em comunicado, o clube confirmou que irá abolir a concentração para jogos no Rio de Janeiro.

A nota diz que o “Fluminense dá um passo à frente na relação com aqueles que sempre defenderam com honra e dedicação as cores do clube”.

De Letra

“É uma satisfação muito grande olhar para a arquibancada e não ver concreto”

Marcos Chedid, presidente do Bragantino, sobre a medida de reduzir o preço dos ingressos para os jogos do time no Paulistão.



  • Itamar

    O Levi já implementou esta medida no Atlético desde o ano passado, portanto, não é novidade.

MaisRecentes

Final com Flamengo bate recorde de audiência do futebol na Globo em 2017



Continue Lendo

Inclusão de técnicos no fair play financeiro da Série A entrará em pauta para 2018



Continue Lendo

Flamengo aprova orçamento de 2018 com verba tímida para contratações



Continue Lendo