Ministério Público inicia inquérito sobre obra na Arena Corinthians



Obra que remanejou dutos da Petrobras foi realizada antes do início da construção da Arena Corinthians

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) iniciou ontem um procedimento preparatório de inquérito civil para apurar irregularidades na obra que remanejou os dutos da Petrobras que passavem no terreno onde foi construído a Arena Corinthians. Segundo o documento, de autoria do promotor Valter Foleto Santin, a apuração visa detectar “gasto desnecessário, abusivo e excessivo de recursos, além de desvio de recursos da obra e pagamento de propina ou vantagem indevida, em prejuízo ao erário e à sociedade”.

Contra a parede
A iniciativa do MP-SP ocorre um dia após publicação da matéria do “Valor Econômico” sobre a apuração de uso indevido de verba da Petrobras na obra do estádio. O documento emitido pelo MP-SP dá à Petrobras 15 dias para a apresentação de toda a documentação referente à obra na Arena e solicita informações ao Procurador da República em Curitiba para averiguar se há alguma relação com a Operação Lava Jato e envolvimento do doleiro Alberto Youssef.

Tem culpa?
O foco da investigação é sobre as empresas envolvidas nas obras da Arena. Entretanto, o Corinthians ficou responsável pelo remanejamento dos dutos, tendo contratado a empresa Sacs para a realização da obra em conjunto com a Transpetro, subsidiária da Petrobras. A coluna tentou contato com o advogado do Corinthians para a Arena, Dr. Ivandro Sanchez, e com o assessoria do clube, mas não obteve retorno.

Burocracia
Responsável pela construção do estádio e envolvida na Operação Lava Jato, a Odebrecht divulgou um comunicado ontem em que nega a utilização de dinheiro público nas retiradas dos dutos da Petrobras. E cita que o clube tem tido dificuldades de obter os incentivos no valor de R$ 420 mi por “questões burocráticas”.

Competitivo
Fora do Palmeiras há um mês, José Carlos Brunoro se diz feliz pelo rumo que o clube está tomando. “Minha visão é que o Palmeiras tem a maior possibilidade de ser competitivo de forma perene nos próximos anos”, diz ele, ao citar a estrutura do futebol de base e novo estádio como fatores para a nova fase. Brunoro fez questão de lembrar que o clube trabalhou com 45% de seu orçamento nos dois anos em que atuou como diretor-executivo e que agora o Palmeiras tem atuado com 100% dessa verba.

Fora de campo
Brunoro diz ainda que recebeu sondagens nos últimos dias mas não revela quais clubes o procuraram. E que tem aproveitado o tempo fora do futebol para se dedicar a projetos em sua empresa de gestão esportiva, a Brunoro Sport Business.

Estilo NBA
O Bahia aproveitará o amistoso contra o Shakhtar Donetsk, hoje, para apresentar seu elenco para a temporada 2015. Antes do jogo, as luzes da Itaipava Arena Fonte Nova serão apagadas e os atletas terão seus nomes anunciados entrando um por um. Outras ações de entretenimento com a torcida serão realizadas no intervalo envolvendo as arquibancadas e telão. São esperados 20 mil torcedores.

Complô

A grave crise financeira da Portuguesa tem fortalecido um movimento de opositores dentro do clube para instaurar um processo de impeachment contra o presidente Ilídio Lico para tirá-lo do cargo.

À frente do movimento estariam os conselheiros Raul Rodrigues, atual presidente do Conselho de Orientação e Fiscalização da Portuguesa, e Beto Cordeiro, ex-presidente do Conselho Deliberativo do clube paulista.

Entre os objetivos dos opositores estaria a volta de Luis Iaúca, empresário que foi vice-presidente na gestão de Manuel da Lupa e um dos maiores investidores da Portuguesa nos últimos anos. Iaúca teria parado de investir no clube por ser contra a administração de Lico.

Contatado, o presidente da Portuguesa afirmou que não poderia falar pois estava em reunião.

De Letra

“Quero ser presidente e queriam me colocar em cargo da diretoria”

Ilmar Schiavenato, candidato a presidente do Corinthians, explicando o motivo por não ter aceitado a formação de chapa única de oposição na eleição.



  • Caio Cesar Castro Rios

    A Petrobrás é uma vergonha e vem encher o saco do Corinthians vão catar coquinho.

    • CARLINHOS

      Tudo bobagem e factóide.

    • Vc não entendeu colega, não é a Ptbras é o ministério publico, promotoria, justiça… E não é encher o saco, é investigar, inquirir, dar uma enquadrada…

      É isso que dá se aliar a mafia russa, ptralhas um dia a casa cai e vai tudo pelo cano ou melhor pelo duto!

    • José Henrique

      Pelo que se depreende, o Corinthians foi é prejudicado nessa questão.
      No entanto, tentam coloca-lo como réu.
      Incrível, daqui a pouco o corinthians vai ser responsabilizado pela seca em S.Paulo, pelo aumento do ônibus, e o que mais?
      Nesse caso do estádio, parece que pessoas “diferenciadas” ficaram tão indignadas, porque o pobre comprou ou financiou finalmente a sua casa, da mesma forma como odeiam pobres lotando aeroportos, e em fila do outback.
      A investigação vai devolver o dinheiro que segundo “acham” foi gasto a mais pelo corinthians?
      Duvido.

  • a petrobras e os corintianos tem algo em comum todos fazem parte da mesma quadrilha Lula e Andress Ronaldo que bando salafrários pau neles MP

  • agora que vão descobrir a origem do dinheiro dessa BIQUEIRA ?
    é só pegar o nome do time e inverter que descobrem a origem do dinheiro
    assim….. S.C.C.P…inverta e terá o nome do patrocinador deles…P.C.C.S

    • José Henrique

      Se é para inverter nomes, que tal inverter, Habib’s LG?

  • porque eles querem acabar com patrimonio do corinthians;que e o estadio que vergonha dese escandolo da petrobras

  • ???

  • KKK…

    Qual é a do Lancenet? Não irão publicar o meu comentário? rsrs…

    Vejam bem, hein???

    kkkk

  • ???

    Ih!… moderação???

    rsrs…

MaisRecentes

Diplomacia: Vice do Flamengo aproveita final para visitar presidente da AFA



Continue Lendo

Melhor árbitro da Série A projeta ascensão internacional e festeja regularidade



Continue Lendo

Andrés explica escolha de mulheres como vices na eleição do Corinthians



Continue Lendo