Pré-candidato no Corinthians, Paulo Garcia escapou de enquadro da Comissão Eleitoral



Paulo Garcia é pré-candidato a presidente do Corinthians

A Comissão Eleitoral do Corinthians cogitou chamar o pré-candidato a presidente do clube, Paulo Garcia, para se explicar no Conselho sobre a acusação feita de que o ex-diretor de futebol Duílio Monteiro Alves teria recebido dinheiro na negociação de Alexandre Pato. “Como ele se retratou sobre o caso em entrevista a uma rádio, decidimos não convocá-lo mais”, diz Guilherme Strenger, presidente da Comissão. Até o momento, Garcia é o principal nome de oposição no pleito marcado para o início de fevereiro.

Queda de braço
Namorada de Carlos Miguel Aidar, Cinira Maturana defendeu a vinda da Puma para o São Paulo até o último momento. Porém, o marketing do clube rechaçou a proposta dos alemães por vários motivos. Um deles, segundo membro do departamento, seria a baixa qualidade dos uniformes, que são confeccionados por uma terceirizada da empresa no Brasil. Além disso, o valor ofertado ficou abaixo de outras propostas.

Poder de veto
Enfurecidos com a manobra da bancada da bola – que incluiu a renegociação das dívidas dos clubes em uma medida provisória qualquer – o Bom Senso agora quer que a presidenta Dilma Rousseff vete a Medida Provisória 656. O veto é a última alternativa para barrar a MP, que já foi aprovada no Senado.

Em pauta
O Comitê Executivo da Fifa analisa hoje, em Zurique, a extensão da proibição para empresários e fundos de investimentos de terem direitos econômicos de atletas. Segundo o advogado Eduardo Carlezzo, especialista em direito desportivo, o banimento pode abranger clubes pequenos utilizados como “ponte” em negociações, que afetaria o futebol brasileiro. “Abre-se a possibilidade para a aquisição de grandes clubes, como já ocorre na Europa”, diz Carlezzo.

Contra-ataque
Um dia após a coluna divulgar que o SporTV transmitirá a NBA, a concorrente ESPN anuncia hoje no Brasil a renovação de seu contrato com a liga americana de basquete. Com o novo acordo, válido por nove anos a partir de 2016, a ESPN terá 10 jogos a mais na temporada regular, 13 no 1 round dos playoffs, cinco no 2 round, além da transmissão de uma final de conferência e exclusividade na grande final da NBA. A ESPN garante exclusividade em todas os jogos, evitando assim que a SporTV transmita partidas nos mesmos dias.

Em andamento
Sobre a transmissão dos jogos da NBA no Brasil pela SporTV, a assessoria do canal diz que “as negociações não foram concluídas” e que ainda não há “nenhuma perspectiva de transmissão dos jogos” da liga americana de basquete.

Raquetada
Após as confirmações de Rafael Nadal e David Ferrer, agora é a vez da chave feminina do Rio Open ter um nome de peso, a italiana Sara Errani. Atual 14 lugar do ranking da WTA, a tenista foi vice-campeã de Roland Garros, em 2012, e já esteve entre as cinco melhores do mundo. Já em duplas, Errani lidera o ranking com 24 títulos conquistados, incluindo cinco Grand Slams.

De Letra

“O deputado Jovair Arantes, mais uma vez, presta um desserviço ao esporte”

Romário, sobre a medida do parlamentar que incluiu a renegociação das dívidas dos clubes na MP 656.



MaisRecentes

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Técnico brasileiro Milton Mendes renova mais alta licença da Uefa para técnicos



Continue Lendo