Ex-diretor de marketing do São Paulo recebe 10% da verba da Penalty



Rui Branquinho foi diretor de marketing do São Paulo entre 2012 e 2013

Ex-diretor de marketing do São Paulo entre 2012 e 2013, Rui Branquinho ganha 10% dos repasses mensais da Penalty para o clube, avaliado em torno de R$ 15 milhões por ano. O acordo foi firmado entre o clube e a empresa de comunicação Bevers – sociedade de Branquinho e a mãe dele – no fim de 2011, sendo assinado pelo ex-presidente Juvenal Juvêncio e pelo diretor jurídico Kalil Abdalla. No contrato, consta que Branquinho seria comissionado por ter ajudado nas negociações entre o clube e a empresa.

Nebuloso
No entanto, a coluna apurou que o ex-diretor de marketing do São Paulo não participou da prospecção do fornecedor de material esportivo do clube. Segundo membros da diretoria, a “taxinha” de Rui Branquinho foi um “presente” do ex-presidente Juvenal Juvêncio ao diretor do grupo publicitário Young & Rubicam pela consultoria prestada ao clube em outras ações de marketing.

Nível pelada
Enquanto acompanhava o meia Kaká participar da pelada entre comissão técnica do São Paulo e imprensa, no tradicional evento de encerramento do ano do Tricolor paulista, o goleiro Dênis ironizou. “O Kaká está jogando para se acostumar com o nível do futebol que vai encontrar nos Estados Unidos”, brincou o reserva de Rogério Ceni sobre a qualidade técnica da brincadeira.

Selecionado
O brasileiro Alexandre Teixeira foi um dos oito jovens jogadores selecionados pelo programa “Os Procurados”, da Nike, para treinar de janeiro a março de 2015, na Nike Academy, situada na sede da seleção da Inglaterra. O atacante de 16 anos foi escolhido entre 43 jovens de diversos países e terá a oportunidade de treinar sob os olhares de renomados treinadores de futebol e jogar contra categorias de base de times ingleses.

Ausente
Aguardado para participar da abertura e de um dos painéis do “Seminário Copa 2014 – Legados para o Brasil”, que aconteceu esta semana no auditório do Maracanã, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, não apareceu em nenhum momento ao evento. Segundo a organização do evento, Paes não participou do Seminário pois teve “um imprevisto importante e urgente”.

Para ser ouvido
O presidente da Federação de Atletismo do Rio, Carlos Lancetta, esteve nos dois dias do seminário sobre os legados da Copa 2014  para contestar os participantes sobre o descaso com o Estádio de Atletismo Célio de Barros. O local, que integra o Complexo do Maracanã, serviu de estacionamento para o Mundial e ficou sem condições de uso para a modalidade olímpica desde então.

Sem resposta
Segundo Lancetta, um projeto de R$ 10 milhões para recuperar a pista foi dado como contrapartida para o Célio de Barros ser usado na Copa. Entretanto, diz que a iniciativa foi engavetada pelo atual governo do Rio. “Em toda a história das Olimpíadas, o Rio é a única cidade que não tem uma pista de atletismo para eventos oficiais faltando dois anos para os Jogos”, diz Lancetta, que saiu do evento sem resposta.

Invasão
Presidente do Botafogo na conquista do único título brasileiro do clube, em 1995, Carlos Augusto Montenegro diz que sempre gostou de assistir os jogos do time na arquibancada.

Na campanha vitoriosa daquele ano, lembra que um jogo foi especial: a vitória por 5 a 0 sobre o Atlético-MG, no Maracanã.

No meio da torcida, diz que ficou tão alucinado que convidou todos que estavam à sua volta para irem até o vestiário do time.

E que esses “todos” não eram 10, 15 ou 20, e sim cerca de 70 torcedores.

Ao chegarem ao vestiário, jogadores, comissão técnica e seguranças se assustaram com a “invasão” provocada pelo próprio presidente do clube.

– Foi uma loucura. Levaram até cueca de jogador de embora – lembra Montenegro.

De Letra

“O Vasco não tem dinheiro nem para pagar a conta de luz na semana que vem”

Julio Brant, conselheiro derrotado na eleição para presidente do Vasco, sobre a atual situação financeira do clube



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo